Conhece-te a ti mesmo... se puderes.
Sábado, 24 de Setembro de 2016
Variações de um velho conto

Resultado de imagem para conto do vigário

 

Pelas 18 horas quando entrava em casa um desconhecido abordou-me e perguntou - o senhor mora aqui? -Moro. - Sou seu vizinho, moro no nº 86 mas os vizinhos não são muito simpáticos. Sou bombeiro voluntário.

-??

- A minha mãe tem oitenta anos e está acamada. Tem escárias, o senhor sabe o que são escárias? -Sei.

- A minha mãe ficou sem oxigénio e outra garrafa só chega às 19,30.

-???

- O senhor empresta-me 18 euros que eu venho pagar às 19,30.

- Lamento, mas não posso ajudá-lo. Boa tarde.

Talvez tenha cara de Stº António ou de velho tonto.

Trata-se de uma variante do velho conto do vigário, tão velho que se perde na bruma dos tempos.



publicado por pimentaeouro às 22:04
link do post | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 22 de Setembro de 2016
Muitas gentes

Resultado de imagem para mesquitas muçulmanas

 

“Muitas e vairadas gentes” escreveu Fernão Lopes. Gentes que prenunciavam a saga dos Achamentos. Hoje não temos nada para achar mas em Lisboa notam-se gentes do Leste, da Ásia Central, do Oriente, de África. Do Brasil, etc. Ninguém os incomoda e eles também não nos incomodam, todos fazemos parte da cidade sem conflitos.

Passam por mim um homem e uma mulher, ele veste à ocidental, ela tem o corpo todo coberto até aos pés e um lenço na cabeça, segue atrás dele, não pode seguir ao lado.

Passam por mim jovens e mulheres adultas que usam calção curto, às vezes mini-curto, conversam animadamente com rapazes ou com homens.

Na mesquita, os homens ficam de um lado e as mulheres de outro lado, coisa impensável nas nossas igreja. Os clérigos muçulmanos, conservadores e alguns  reaccionários até, pregam a superioridade do homem e a submissão das mulheres. Ao contrário de Igreja Católica que teve a Reforma, a Igreja muçulmana não sabe o que isso é, como se séculos não tivessem passado. Isto não é nada bom e todos os dias chegam à Europa refugiados muçulmanos que vão querem conservar os seus hábitos e o seu modo de vida.

O islamismo é a maior religião do mundo, espalhada do Médio Oriente até à India, Filipinas, etc. 

Há quem pense que teremos uma choque de civilizações e que o Ocidente será o perdedor.

Já não estarei cá para ver.

 


tags:

publicado por pimentaeouro às 21:02
link do post | comentar | favorito (1)
|

Quarta-feira, 21 de Setembro de 2016
Sou um San

 

Não há aristocrata que se preze, falido ou não, que não cultive a sua árvore genealógica, tecida de fantasias, miragens e mitos, ao gosto de cada geração.

Dela são excluídos os falhados, os bêbados e os crápulas são revestidos de uma aura de virtudes: as mulheres são todas virtuosas e benfeitoras: os filhos bastardos surgem em notas de rodapé para realçar a virilidade do progenitores. A cada fidalguia a sua lenda!

 Não pertenço à nata destes priveligiados e não tenho árvore genealógica, mas como todos os plebeus aspiro à fidalguia. Os meus pais e restantes familiares são todos ilustres desconhecidos, ninguém sabe de onde vieram e para onde foram e o meu destino é tão incerto como o deles , apenas numa arca velha foi encontrado um papel amarelo que rezava ter nascido nas areias quentes do Barlavento algravio.

Esta ausência de raízes, de identidade, de linhagem  é traumatizante. Assim, orientei as minhas pesquisas para origens mais remotas, para o Homo Sapiens, antes de sair de África e remeti uma amostra do meu ADN para um laboratório da especialidade, em Londres.

A resposta veio rápida; sou descendente dos San, também chamados bosquímanos ou boximanes. Os San são um povo caçador-recoletor, mais recolector do que caçador, o tom de pele é castanho-amarelado, de pequena estatura e as mulheres acumulam grandes quantidades de gordura nas nádegas e nas cochas.

Chegaram  a ocupar grande parte da África do Sul, e para Norte, na África Oriental, mas bantus e colonos holandeses encarregaram-se do seu genocídio, com zelo e eficácia. Ficaram reduzidos a pequenos grupos, no deserto do Calaári.

Vivem em acampamentos localizados junto dos bebedouros. Normalmente, homens e mulheres ocupam três a quatro dias com a recolha de alimentos e os restantes dias da semana são de ócio, semana inglesa alargada.

Conversam, cantam, dançam e descansam: são amistosos, atraente e francos. Desconhecem a propriedade privada.

Levam uma vida tranquila e tem um regime alimentar diversificado.

Atingem idades avançadas e não apresentam sinais de insegurança e intranquilidade, quer dizer não sabem o que é uma depressão.

Sobreviveram como caçadores e recolectores durante milhares de anos, ou seja tiveram uma adaptação bem-sucedida.

É esta a minha árvore genealógica e não vejo razão para renegar a minha ascendência, pelo contrário, logo que possa parto para o Calaári.

 

 

 

P.S. Os dados antropológicos são verdaddeiros



publicado por pimentaeouro às 22:11
link do post | comentar | favorito
|

Terça-feira, 20 de Setembro de 2016
Antigamente era assim

 

Não havia supermercados e os visionários não sonham com centros comerciais.

Era melhor, eur pior? Só o Diabo sabe responder.   

 

 



publicado por pimentaeouro às 20:38
link do post | comentar | favorito
|

Segunda-feira, 19 de Setembro de 2016
Ritos medievais #2

 

 

Alguns estudantes do Ensino Superior tem memória de mosquito ou são potenciais delinquentes. Numa conversa de café, uma estudante de medicina refere com visível satisfação que algumas comissões da praxe continuam a realizar praxes na praia do Meco!

Como é possível que não tenham memória da tragédia que em Dezembro de 2.013 causou 6 mortes? Por incrível que pareça os tribunais portugueses não foram capazes de condenar o dux e as famílias das vitimas tiveram que recorrer para o Tribunal Penal Europeu.

Pasmo com a cumplicidade institucional de que beneficiam as comissões da praxe. Acontece que deviam ser proibidas por lei com mão dura sobre os prevaricadores. As praxes praticadas são grosseiras, boçais e ordinárias,  quantas tragédias serão necessárias para que a lei ponha termo a estas praticas obscenas?


tags:

publicado por pimentaeouro às 22:28
link do post | comentar | favorito
|

Sábado, 17 de Setembro de 2016
Mozart

 


tags: ,

publicado por pimentaeouro às 22:17
link do post | comentar | favorito
|

? ? ?

O Conselho de Ministros à falta de melhor deliberou que é proibido fumar à porta dos hospitais e das escolas. Quem aguarda noticias sobre o estado de saúde de um familiar ou amigo e vai até à porta do hospital ( a dez metros, a vinte metros, a cinquenta metros?) fumar um cigarro para aliviar o nervosismo da espera não poderá faze-lo. A estupidez dos homens não conhece limites e produz as mais bizarras tonteiras.

Na Síria, o regime de Assad trava uma carnificina contra a população do pais que já causou a morte de 400.000 sírios, centenas de milhares de refugiados e transformou em ruínas as principais cidades do país: os russos bombardeiam os grupos rebeldes que lutam contra o regime e os americanos bombardeiam os grupos rebeldes que apoiam o regime de Assad.

É uma das guerras mais cruéis e destruidoras do século XXI, tudo perante a inoperância dos países Ocidentais. A guerras dos Balcans travada nos anos 80 do século passado é uma brincadeira de crianças comparada com a guerra da Síria, sem fim.

Vinda de Júpiter, a Organização Mundial de Saúde critica o governo sírio por… não implementar programas antitabagicos mas pode continuar a massacrar o povo sírio!


tags:

publicado por pimentaeouro às 00:08
link do post | comentar | favorito (1)
|

Quarta-feira, 14 de Setembro de 2016
Vamos ficar torrados

Agosto foi o mês mais quente no planeta desde há 136 anos

Há onze meses consecutivos que se verificam recordes mensais de temperatura média global

O mês de agosto foi o mais quente do ano a nível global desde há 136 anos, igualando o valor de julho, segunda a NASA, revelou hoje o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).


tags:

publicado por pimentaeouro às 22:10
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Terça-feira, 13 de Setembro de 2016
Arte de Furtar

Resultado de imagem para arte de furtar

 

Arte de Furtar, Espelho de Enganos, Thetro de Verdades, Mostrador de Horas Minguadas, Gazua Geral dos Reynos de Portugal, Oferecida a ElRei Nosso Senhor D. João IV, de autor prudentemente anónimo, editada no ano de 1.652 em Amsterdam, não fosse o Santo Ofício mandar para o céu quem se atrevesse a publica-la em Portugal. O anónimo autor inventariou mais de 90 modalidades de furtar, número assas modesto para os dias de hoje.

Tenho uma edição publicada pelos Estúdios Cor em 1.969, ilustrada por João Abel Manta que legarei à posteridade.

Vem este intróito a propósito de uma notícia do jornal Público de hoje que achei deliciosa.

 Cito o título: Reitor trava despedimento de ex-tesoureira que deixou 75 mil euros em dinheiro numa mesa.

Esta pequena distracção aconteceu na Faculdade de Medicina Dentária da Universidade do Porto. O instrutor do processo disciplinar propôs o despedimento da funcionária mas o Reitor ficou-se pela suspensão da funcionária durante oito meses. A Comissão de de Trabalhadores acha a medida proposta desproporcionada porque a citada funcionária tem 15 anos de serviço com exemplar comportamento e zelo!

Não é a primeira fez que casos destes acontecem, em 2.004 também desapareceram alguns milhares de euros e o processo disciplinar foi inconclusivo.

Para apimentar  o ambiente daquela Faculdade, o ex-director, Pinhão Ferreira, declarou para quem quis ouvir: Vou dar uma grande coça ao director.

Esta Faculdade é um modelo de organização e bom funcionamento.



publicado por pimentaeouro às 22:04
link do post | comentar | favorito
|

Segunda-feira, 12 de Setembro de 2016
Como nos bons velhos tempos

Resultado de imagem para revolução industrial

 

Charles Dickens no livro Tempos Díficeis retrata a Inglaterra da revolução indusrtial;  Dickens, critica com acidez as deploráveis condições de vida dos operários ingleses e o fosso abismal que existia entre a sua vida precária e o fausto obsceno dos ricos da Inglaterra vitoriana. Nestes tempos difíceis de crise que assola a Europa, com os impostos a aumentar e os salários a diminuir, com o desemprego a disparar para números impossíveis, com cada vez mais amplos sectores das populações a empobrecer.

Tenho uma amiga que recebeu uma «oferta» de trabalho (trabalho não de emprego) de 35 horas semanais por... 300 euros mensais. Segundo outros casos que tenho ouvido trata-se de uma afortunada!


tags:

publicado por pimentaeouro às 22:31
link do post | comentar | favorito
|

Tiradentes

 

Há pouco mais de 200 anos Tiradentes, por ordem da rainha D. Maria I, foi enforcado, decapitado e esquartejado. Sempre evoluimos alguma coisa.

 

Negando a princípio sua participação, Tiradentes foi o único a, posteriormente, assumir toda a responsabilidade pela "inconfidência"[carece de fontes], inocentando seus companheiros. Presos, todos os inconfidentesaguardaram durante três anos pela finalização do processo. Alguns foram condenados à morte e outros aodegredo; algumas horas depois, por carta de clemência de D. Maria I, todas as sentenças foram alteradas para degredo, à exceção apenas para Tiradentes, que continuou condenado à pena capital, porém não por morte cruel como previam as Ordenações do Reino: Tiradentes foi enforcado.


 
Tiradentes Esquartejado, obra dePedro Américo (1893; Museu Mariano Procópio).

Os réus foram sentenciados pelo crime de "lesa-majestade", definida, pelas ordenações afonsinas e as Ordenações Filipinas, como traição contra o rei. Crime este comparado à hanseníase pelas Ordenações Filipinas:

-“Lesa-majestade quer dizer traição cometida contra a pessoa do Rei, ou seu Real Estado, que é tão grave e abominável crime, e que os antigos Sabedores tanto estranharam, que o comparavam à lepra; porque assim como esta enfermidade enche todo o corpo, sem nunca mais se poder curar, e empece ainda aos descendentes de quem a tem, e aos que ele conversam, pelo que é apartado da comunicação da gente: assim o erro de traição condena o que a comete, e empece e infama os que de sua linha descendem, posto que não tenham culpa.”[8]

Por igual crime de lesa-majestade, em 1759, no reinado de D. José I de Portugal, a família Távora, no processo dos Távora, havia padecido de morte cruel: tiveram os membros quebrados e foram queimados vivos, mesmo sendo os nobres mais importantes de Portugal. A Rainha Dona Maria I sofria pesadelos devido à cruel execução dos Távoras ordenado por seu pai D. José I e terminou por enlouquecer.

Em parte por ter sido o único a assumir a responsabilidade[carece de fontes], em parte, provavelmente, por ser o inconfidente de posição social mais baixa, haja vista que todos os outros ou eram mais ricos, ou detinham patente militar superior. Por esse mesmo motivo é que se cogita que Tiradentes seria um dos poucos inconfidentes que não era tido como maçom.

E assim, numa manhã de sábado, 21 de abril de 1792, Tiradentes percorreu em procissão as ruas do centro da cidade do Rio de Janeiro, no trajeto entre a cadeia pública e onde fora armado o patíbulo. O governo geral tratou de transformar aquela numa demonstração de força da coroa portuguesa, fazendo verdadeira encenação. A leitura da sentença estendeu-se por dezoito horas, após a qual houve discursos de aclamação à rainha, e o cortejo munido de verdadeira fanfarra e composta por toda a tropa local. Bóris Fausto aponta essa como uma das possíveis causas para a preservação da memória de Tiradentes, argumentando que todo esse espetáculo acabou por despertar a ira da população que presenciou o evento, quando a intenção era, ao contrário, intimidar a população para que não houvesse novas revoltas.

Executado e esquartejado, com seu sangue se lavrou a certidão de que estava cumprida a sentença, tendo sido declarados infames a sua memória e os seus descendentes. Sua cabeça foi erguida em um poste em Vila Rica, tendo sido rapidamente cooptada e nunca mais localizada; os demais restos mortais foram distribuídos ao longo do Caminho Novo: Santana de Cebolas (atual Inconfidência, distrito de Paraíba do Sul), Varginha do Lourenço, Barbacena e Queluz (antiga Carijós, atual Conselheiro Lafaiete), lugares onde fizera seus discursos revolucionários. Arrasaram a casa em que morava, jogando-se sal ao terreno para que nada lá germinasse.

 

 


tags:

publicado por pimentaeouro às 00:49
link do post | comentar | favorito
|

Sábado, 10 de Setembro de 2016
Somos todos parvos ?

A Caixa Geral de Depósitos tem um buraco de apenas 5 mil milhões de euros que irão ser pagos por todos nós mas o ministro das Finanças encontrou uma explicação cientifica: não se trata de em défice mas apenas de uma diferença entre os lucros previstos e os lucros realizados.

Acontece que para os lucros terem gerado aquele deficit a CGP teria que ter prejuízos naquele valor o que não aconteceu: os lucros previstos são palha.

O que aconteceu é uma história banal, sucessivas administrações empurraram-na para o buraco por gestão danosa.

Com aquela explicação cientifica o ministro varre o buraco para debaixo do tapete e ninguém foi responsável: o costume.


sinto-me:

publicado por pimentaeouro às 00:18
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Quinta-feira, 8 de Setembro de 2016
Julieta

 

Ainda existo na tua memória? Como a saudade de um encontro feliz ou como um pesadelo que nunca deveria ter acontecido na tua vida?

Éramos dois jovens e apenas queríamos amor como todos os jovens desejam. Por imposição do teu pai o nosso namoro teve que acabar. Convidaste-me para nos encontrarmos em Sintra e foste obrigada a mandar-me embora como se eu fosse um oportunista que queria enganar-te.

A dor daquela violência foi mais profunda no teu coração: o amor já tinha raízes em ti. Ambos tivemos uma mocidade triste, já eras órfã da tua mãe e eu era órfão de pais vivos.

A tua vida é uma incógnita para mim, nunca mais te voltei a ver – como foi possível isto acontecer? Apenas sei que emigras-te para Londres numa época em que poucas mulheres o faziam, não foi emigração foi um exílio, exilaste-te do teu pai.

Regressaste, não sei quando, casada com um inglês, e refugiaste-te na serra de Sintra, na Sintra que tu amavas. Uma senhora muito reservada diz-me que te conhece: também sou reservado, a vida fez-nos assim.

Mais uma vez o acaso, o grande fazedor e desfazedor de vidas, não quis que nos reencontrássemos. Desejava muito que a última recordação que tenho de ti não fosse aquele choro convulsivo que selou a nossa separação há sessenta anos.


tags: ,

publicado por pimentaeouro às 00:17
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|

Quarta-feira, 7 de Setembro de 2016
Mas as crianças Senhor ?

Resultado de imagem para refugiados crianças

Porque lhe dais tanta dor, porque sofrem assim?

Vitimas da guerra, da pobreza ou de outras formas de violência, é alarmante o número de crianças que foram forçadas a abandonar as suas casas e, mesmo, os seus países. Relatório da Unicef é um alerta que a organização deixa a todos os governantes

 

Com tudo o que o número traduz em vulnerabilidade, pobreza e desenraizamento, pelo menos 50 milhões de crianças vivem deslocadas no mundo, depois de terem sido forçadas a abandonar as suas casas, alerta a Unicef.

O número consta do relatório “Desenraizadas: a crise que se agrava para crianças refugiadas e migrantes”, apresentado na terça-feira, e é um alerta que a organização das Nações Unidas deixa aos governantes, com a certeza de que se nada for feito, a realidade continuará a agravar-se.

Por causa dos diferentes conflitos e da violência, cerca de 28 milhões de crianças tiveram de partir. As que a guerra não ‘empurrou’ para fora de casa, a isso foram forçadas pela pobreza extrema ou pelas mudanças climáticas.

 



publicado por pimentaeouro às 11:21
link do post | comentar | favorito
|

Terça-feira, 6 de Setembro de 2016
Seremos menos, mais velhos e mais pobres

Portugal é um país sem futuro.

 

Em 2050, Portugal deverá ter menos 1,2 milhões de habitantes

População mundial ultrapassará barreira dos 10 mil milhões em 2053, segundo especialistas em demografia.

 
Estudo diz que dentro de 34 anos país terá 9,1 milhões de residentes

As projecções demográficas vão variando mas todas apontam para acentuados declínios populacionais em Portugal nas próximas décadas. A última, da autoria do Population Reference Bureau, organização sem fins lucrativos especializada em estudos demográficos, aponta para uma perda de 1,2 milhões de habitantes até 2050 em Portugal, país que tem actualmente uma fecundidade que é das mais baixas do mundo (1,3 filhos por mulher em idade fértil).


tags:

publicado por pimentaeouro às 16:27
link do post | comentar | favorito
|

Loucura colectiva ?

Depois de nos últimos meses várias sondagens darem vantagem a Hillary Clinton na corrida à Casa Branca, um novo inquérito revelado esta terça-feira mostra que a candidata democrata surge atrás de Donald Trump.

Segundo a sondagem CNN/ORC, o candidato republicano conta com 45% das intenções de voto, dois pontos à frente da antiga primeira-dama. Em terceiro lugar surge Gary Johnson, do Partido Libertário, e em quarto Jill Stein, do Partido Verde, com 7% e 2% das intenções de voto, respetivamente.

 

Se Trump ganhar as eleições fujo para o Polo Norte


sinto-me:

publicado por pimentaeouro às 16:23
link do post | comentar | favorito
|

Domingo, 4 de Setembro de 2016
Uma péssima notícia

Um barco de cruzeiro com cerca de 1.100 passageiros e 600 tripulantes partiu da costa ocidental dos EUA, atravessou o Polo Norte e atracou numa cidade do Norte da Europa: do oceano Pacifico ao oceano Atlântico, pelo Polo Norte, pela primeira fez.

Até agora só potentes quebra-gelos podiam faz realizar esta travessia, foi o degelo do Artico que permitiu a «proeza»: já estão agendadas mais viagem turísticas com o mesma rota.

Ao degelo vai somar-se a poluição que aqueles barcos produzem (queima de combustíveis, descargas de águas poluídas, etc.).

Não se trata de qualquer necessidade que justifique aquele crime ecológico, é um negócio de luxo.

!


tags:

publicado por pimentaeouro às 15:55
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Sábado, 3 de Setembro de 2016
0,005%

Gostava de pagar 0,005% de IRS? Eu também. Esta maravilha da fiscalidade criativa tem um nome romântico: acordo de anamorados.

0,005% de imposto foi quanto a Apple à Republica da Irlanda em 2.015 e não é a única multinacional a pagar impostos irrisórios, entre outras, temos a Google, a Amazon, a popular Facebook, etc.

A fiscalidade criativa tem pai, é o senhor Jaen-Claude Junker, actual presidente da Comissão da U.E. e ex-primeiro ministro do Luxemburgo, lugar que deixou envolto em fumos de corrupção. Esta maravilha fiscal é praticada tambem na Holanda, onde diversas empresas portuguesas cotadas no PSI 20 tem a sua sede: ganham milhões em Portugal e pagam impostos ridiculos na Holanda.  

Estima-se em cerca de 700 mil milhões de euros anuais o valor de impostos não pagos em diversos países da U.E.: não se trata de capitalismo selvagem mas de capitalismo mafioso.

!



publicado por pimentaeouro às 18:46
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Sábado, 27 de Agosto de 2016
Terra ruim

 Resultado de imagem para pintura alentejo

 

Valgato é terra ruim.

Saem os homens para o trabalho ainda a manha vem do outro lado do mundo. Levam enxadas e foices e conhecem todos os trilhos, entre o mato, com estevas que são mais altas do que os homens de Valgato. Tanto conhecem os caminhos que vão, sem desvio nem engano, até às herdades que ficam a léguas de distância, ainda como o sono e o escuro da noite fechando-lhes os olhos.

 

Aldeia Nova, Manuel da Fonseca


tags:

publicado por pimentaeouro às 17:58
link do post | comentar | favorito
|

Terça-feira, 23 de Agosto de 2016
Ajude a Liga dos Bombeiros

 

Ligue para o 760 200 800, custa só 0,60 centimos mais IVA.


tags:

publicado por pimentaeouro às 17:01
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
posts recentes

Variações de um velho con...

Muitas gentes

Sou um San

Antigamente era assim

Ritos medievais #2

Mozart

? ? ?

Vamos ficar torrados

Arte de Furtar

Como nos bons velhos temp...

Tiradentes

Somos todos parvos ?

Julieta

Mas as crianças Senhor ?

Seremos menos, mais velho...

arquivos
tags

ambição

amizade

amor

animais

antropologia

armas

arquitectura

arte

arte biografias

astronomia

ballet

biografias

biologia

blogues

café curto

carttons

ciência

cinema

civilização

clima

comunicação social

corrupção

criminosos

crise financeira

demagogia

demência

demografia

descobrimentos

desemprego

destino

diversos

doenças

dor

economia

eleiçoes

ensaio

ensino

escravatura

escultura

estado

estupidez

eternidade

ética

eu

eutanásia

evolução

família

férias

filosofia

flores

futebol

genocídio

governo

greves

guerra

história

inquisição

internacional

justiça

literatura

livros

memória

miséria

morte

mulher

mulheres célebres

musica

natureza

natureza humana

paisagens

paleontologia

partidos políticos

patologia ideológica

pátria

pintura

planeta terra

pobreza

poesia

politica

regime político

religião

saudade

saúde

segurança social

sentimentos

sexo

sindicatos

sociedade

sonhos

tecnologia

terrorismo

terrorismo de estado

testamento vital

tristeza

união europeia

universo

velhice

vida

violência

xadrez

todas as tags

favoritos

Um fantasma

Arte de furtar

Deus existe? #2

Para onde vou?

Sou um San

O Século xx Português

Pater Famílias

Avesso dos Lusíadas #2

links
últ. comentários
Durante a minha vida activa não tive a sorte de pa...
Realmente que mafiosos são estes? Preferem investi...
É menos de 100 kilometros.
A distância que nos separa de África não é assim t...
Obrigado.
Espera-se de qualquer ministro que tenha rigor nas...
Não sabia que ela tinha morrido.um beijinhoGábi
Ando a tentar fugir destas (más) notícias...
Não é possível, já faleceu.
E que tal procurá-la?
Não faltam almas piedosas a destruirem o planeta.P...
Enquanto houver quem queira gastar dinheiro na des...
Adoro ler Camilo, um grande Mestre e uma vida trág...
É de forma consciente mas o lucro comanda a vida.
blogs SAPO
RSS