Conhece-te a ti mesmo... se puderes.
Quinta-feira, 1 de Dezembro de 2016
1º. de Dezembro

Resultado de imagem para independencia de portugal

 

O actual governo repôs, e bem, este feriado que celebra um acto fundador. Hoje, a independência nacional pode parecer ter pouco significado, ninguém ameaça a nosso soberania excepto Bruxelas que dá como uma mão e tira com a outra, mas isso é outra história que está por contar.

O 1º. De Dezembro foi uma revolta palaciana, o povo não participou, contra o poder espanhol em Portugal (contra a Duquesa de Mântua, prima de Filipe IV e o secretário de Estado Miguel de Vasconcelos que foi morto e defenestrado.

Dizem que os conjurados foram 40 mas na realidade foram mais, cerca de 70.

Quanto a D. João IV, homem de confiança dos espanhois e dono de  imensa fortuna, teve que ser encostado à parede com a ameaça de uma republica de nobres, caso não decidisse aderir à revolta.

Convocadas as cortes e aclamado rei de Portugal, os concelhos foram aderindo à restauração e acabaram aqui as facilidades,. Seguiu-se uma  guerra intermitente de quase trinta anos com a Espanha até 1.668 e também na Índia e no Brasil contra holandeses, franceses e outros.

O golpe beneficiou das dificuldades que a Espanha atravessava com a Guerra dos 7 anos, revolta na Catalunha e agitação social.

As dificuldades continuaram e sucedeu a D. João VI o sue filho Afonso VI, cujo reinado foi muito controverso. A consolidação da monarquia dos Braganças não foi fácil mas a Restauração, com todas as vicissitudes que teve, mudou o destino de Portugal.

 


tags:

publicado por pimentaeouro às 11:38
link do post | comentar | favorito (1)
|

mais sobre mim
pesquisar
 
posts recentes

Mundo virtual

Auto retrato... colectivo

Declaração Universal dos ...

Pesadelo

Top

Alucinado

Desastre nacional

Pasion

A mão invisível

Vida tão estranha

O Mistério da rua Pascoal...

Há sempre uma saída

Aldrabão

Confusão

Trova do Vento que passa

arquivos
tags

???

ambição

amizade

amor

animais

antropologia

armas

arquitectura

arte

arte biografias

astronomia

ballet

biografias

biologia

blogues

café curto

carttons

ciência

cinema

civilização

clima

comunicação social

corrupção

criminosos

crise financeira

demagogia

demência

demografia

descobrimentos

desemprego

destino

diversos

doenças

dor

economia

eleiçoes

ensaio

ensino

escravatura

escultura

estado

estupidez

eternidade

ética

eu

eutanásia

evolução

família

férias

filosofia

futebol

genocídio

governo

greves

guerra

história

inquisição

internacional

justiça

literatura

livros

memória

miséria

morte

mulher

mulheres célebres

musica

natureza

natureza humana

paisagens

paleontologia

partidos políticos

patologia ideológica

pátria

pintura

planeta terra

pobreza

poesia

politica

regime político

religião

saudade

saúde

segurança social

sentimentos

sexo

sindicatos

sociedade

sonhos

tecnologia

terrorismo

terrorismo de estado

testamento vital

tristeza

união europeia

universo

velhice

vida

violência

xadrez

todas as tags

favoritos

De onde venho ?

Um fantasma

Arte de furtar

Deus existe? #2

Para onde vou?

Sou um San

O Século xx Português

Pater Famílias

Avesso dos Lusíadas #2

links
últ. comentários
E uma conquista civilizacional do Ocidente e como ...
Pergunto-me frequentemente se a DUDH já foi esquec...
O tema é controverso. Salazar foi ditador mas não ...
Não me lembro se já o li, vou procurá-lo e aumenta...
Um pesadelo mesmo!
Pode acontecer, não é ficção. Nas costas da praia ...
A tristeza é a companhia mais assidua na velhice.
Muito intenso, um bom texto, mas triste...
15 metros?! Quando existirem marés vivas, lá se va...
Lindo!!!
Deve ser de cortar a respiração.
Um dia gostava de ir lá (o meu afilhado esteve lá ...
Juntei os dois-
blogs SAPO
RSS