Conhece-te a ti mesmo... se puderes.
Quarta-feira, 5 de Abril de 2017
Asoka

 Resultado de imagem para historia asoka

 

Príncipe indiano, terceiro governante da dinastia Maurya (, h 300 -?.?, 232 aC.). Seu avô, Chandragupta, tinha unificado norte da Índia. Ao aceder ao trono em 273 aC, Asoka continuou a política expansionista de seus antecessores, estendendo o império para o oeste e sul para unificar quase toda a Índia (com excepção de alguns reinos do sul).

No entanto, a mortalidade causada por estas guerras o impressionou tanto que se tornou um pacifista em direcção 257 a. C. tornou-se a doutrina de Buda, ajudando a estendê-lo para os seus domínios e para além (missionários enviados para a Birmânia e Ceilão). Ele foi um dos maiores responsáveis ​​pela expansão do budismo na Ásia. No entanto, ele praticou tolerância para com os seguidores de outras religiões; Ele levou uma vida inspirada nos princípios misericórdia, a verdade e não-violência promovida entre as pessoas do seu império (inspectores ainda estabelecidos que garantam boas relações entre vizinhos); Ele suavizou as leis, obras construídas de transporte e irrigação, levantou hospitais e santuários.

No 215 reuniram-se na capital de seu império, Pataliputra, um conselho em que a doutrina do budismo foi definido himayana . Embora o império se desintegrou na morte Asoka, que tinha dado a propagação Budismo tem sobrevivido até hoje.



publicado por pimentaeouro às 22:06
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
posts recentes

Exercito de Terracota

China

Mistério

Revolução de Outubro

lemures

Ontem aqui tão perto

Uma ideia péssima

Infância

Deus ?

O país está depressivo

arquivos
tags

???

ambição

amizade

amor

animais

antropologia

armas

arquitectura

arte

arte biografias

astronomia

ballet

biografias

biologia

blogues

café curto

carttons

ciência

cinema

civilização

clima

comunicação social

corrupção

criminosos

crise financeira

demagogia

demência

demografia

descobrimentos

desemprego

destino

diversos

doenças

dor

economia

eleiçoes

ensaio

ensino

escravatura

escultura

estado

estupidez

eternidade

ética

eu

eutanásia

evolução

família

filosofia

futebol

genocídio

governo

greves

guerra

história

incendios florestais

inquisição

internacional

justiça

literatura

livros

memória

miséria

morte

mulher

mulheres célebres

musica

natureza

natureza humana

paisagens

paleontologia

partidos políticos

patologia ideológica

pátria

pintura

planeta terra

pobreza

poesia

politica

regime político

religião

saudade

saúde

segurança social

sentimentos

sexo

sindicatos

sociedade

sonhos

tecnologia

terrorismo

terrorismo de estado

testamento vital

tristeza

união europeia

universo

velhice

vida

violência

xadrez

todas as tags

favoritos

Tempo

Vidas

Idades

Carrossel

Águas-furtadas

Farol

Cada passo

Só verão

Rouxinol

Tormenta

links
últ. comentários
Não me parece que seja assim, até porque há cães e...
Estranho o ódio e as guerras entre povos que defen...
Nunca tomei nenhum, mas se precisasse e se me pude...
Caro João,Fiz um link para o seu blog convidando-o...
Cada dedo das mãos e dos pés é uma dezena .
As crónicas não dizem muito sobre o lado escuro de...
Pertinente em altura de eleições...
Vou ficar atenta!
Cá pelas nossas bandas são bem mais que 40
Vou editar a biografia de todos os reis de Portuga...
blogs SAPO
RSS