Conhece-te a ti mesmo... se puderes.
Segunda-feira, 4 de Abril de 2016
Do blogue Poeta zaronho

Elixir.jpg

 

Em busca da normalidade

Quase à beira do abismo

Encontrei a humanidade

Sem pinga de realismo

 

Desnuda, fria e madrasta

Sem alma e sem coração

Normalidade não basta

Nem devolve a emoção

 

E a mudança envelhecida

Tudo muda sem mudar

Lembrando um tal elixir

 

Será a normalidade da vida

Enquanto a vida durar

Não me disponho a partir.

 

 


tags: ,

publicado por pimentaeouro às 22:11
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
posts recentes

Modas

As mil e uma noites

Foi há quarenta e oito an...

Luís XIV o rei Sol

Nau Catrineta

São piromanos

Carmina Burana

Novo Lutero precisa-se

Calçada de Carriche

Custa tanto !

arquivos
tags

???

ambição

amizade

amor

animais

antropologia

armas

arquitectura

arte

arte biografias

astronomia

ballet

biografias

biologia

blogues

café curto

carttons

ciência

cinema

civilização

clima

comunicação social

corrupção

criminosos

crise financeira

demagogia

demência

demografia

descobrimentos

desemprego

destino

diversos

doenças

dor

economia

eleiçoes

ensaio

ensino

escravatura

escultura

estado

estupidez

eternidade

ética

eu

eutanásia

evolução

família

filosofia

futebol

genocídio

governo

greves

guerra

história

incendios florestais

inquisição

internacional

justiça

literatura

livros

memória

miséria

morte

mulher

mulheres célebres

musica

natureza

natureza humana

paisagens

paleontologia

partidos políticos

patologia ideológica

pátria

pintura

planeta terra

pobreza

poesia

politica

regime político

religião

saudade

saúde

segurança social

sentimentos

sexo

sindicatos

sociedade

sonhos

tecnologia

terrorismo

terrorismo de estado

testamento vital

tristeza

união europeia

universo

velhice

vida

violência

xadrez

todas as tags

favoritos

É xenofobia sim.

Um fantasma

Arte de furtar

Deus existe? #2

Para onde vou?

Sou um San

O Século xx Português

Pater Famílias

Avesso dos Lusíadas #2

links
últ. comentários
E é cada uma que mete medo ao Susto!!!
Sabia da estratégia do contar das histórias, mas n...
Que seja um bom dia.
Pertence à literatura medieval alemã. Frades liber...
Que maravilha para começar o dia!!!
Teve a sorte de ter uma boa professora e declamado...
Gosto muito deste poema.Tive a sorte de no 10º e n...
Já os vi na televisão e em sonhos :)
blogs SAPO
RSS