Conhece-te a ti mesmo... se puderes.
Sábado, 22 de Outubro de 2016
E o Ronalo fica de fora ?

Vargas Llosa questiona: “No próximo ano vão dar o Nobel a um futebolista?”

 

Nobel da Literatura peruano diz que gosta da música de Bob Dylan, mas sustenta que a decisão da Academia Sueca foi um “equívoco”

Mario Vargas Llosa considera que a Academia sueca deixou-se contaminar pela “civilização do espetáculo” na decisão de atribuir o Prémio Nobel da Literatura a Bob Dylan, questionando se “no próximo ano vão dar o Nobel a um futebolista”.

Falando na ocasião em que recebeu um doutoramento Honoris Causa pela Universidade de Burgos, o escritor peruano, contemplado com o Nobel em 2010, disse que apesar de gostar Dylan “como cantor”, a decisão de lhe atribuírem o prémio resulta de um equívoco, pois em nome de uma suposta democratização cultural estão a caminhar no sentido da “frivolidade e banalização”.

Atualmente com 80 anos, o escritor comentou que atualmente “o público exige” esta cultura de espetáculo. No seu entender, a cultura deve é exigir a formação de elites “que não resultam do privilégio mas do esforço e do talento”, tendo em conta que implicam “uma certa seleção dada a sua complexidade”.

Llosa falou também sobre o impacto das novas tecnologias e das redes sociais, elogiando o facto de “tornarem impensável a censura”, mas frisando que acarretam também aspetos “negativos” e “aterradores”, nomeadamente pelo modo como permitem que a mentira se instale com facilidade.



publicado por pimentaeouro às 11:50
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
posts recentes

Desejo de uma vida

Combater a solidão

D. Afonso VI

Alberto Caeiro

Robespierre

É urgente o Amor

Corsários e Piratas Portu...

Amigo António

Conversa com uma amiga

Faleceu Madalena Eglesias

arquivos
tags

???

ambição

amizade

amor

animais

antropologia

armas

arquitectura

arte

arte biografias

astronomia

aves

ballet

biografias

biologia

blogues

café curto

ciência

cinema

civilização

clima

corrupção

criminosos

crise financeira

demagogia

demência

demografia

descobrimentos

desemprego

destino

diversos

doenças

dor

economia

eleiçoes

ensino

escravatura

escultura

estado

estupidez

eternidade

ética

eu

eutanásia

evolução

família

filosofia

futebol

genocídio

governo

greves

guerra

história

incendios florestais

inquisição

internacional

justiça

literatura

livros

memória

miséria

mitologia

morte

mulher

mulheres célebres

musica

natureza

natureza humana

paisagens

paleontologia

partidos políticos

patologia ideológica

pátria

pintura

planeta terra

pobreza

poesia

politica

regime político

religião

saudade

saúde

segurança social

sentimentos

sexo

sindicatos

sociedade

sofrimento

sonhos

tecnologia

terrorismo

terrorismo de estado

testamento vital

tristeza

união europeia

universo

velhice

vida

violência

xadrez

todas as tags

favoritos

O que resta

A correr

Guarda-jóias

Feliz Natal

do Natal - Uma bruxa dife...

Apenas

Esperança

A rapariga que roubava fl...

Nada é em vão

De amor nua

links
últ. comentários
As inovações levam tempo a ser aplicadas de forma ...
Obrigado.Desejo-lhe um bom Ano Novo.
Amigo João, Gostava tanto de transmitir-lhe um pou...
A esperança é a última coisa a perder!Há inovações...
Esta doença maldita, crónica, dói sempre não tem c...
Tudo tem uma razão de ser, logo há motivo(s) para ...
Obrigado.
Devemos sempre manter a força, mas custa encarar o...
Diz-se que não há fumo sem fogo. Não sabemos onde ...
Não conhecia a história, obrigada!
blogs SAPO
RSS