Conhece-te a ti mesmo... se puderes.

Quinta-feira, 20 de Julho de 2017
Foi há quarenta e oito anos

Resultado de imagem para primeiro homem a pisar na lua

 

Houve muito boa gente que não acreditou.

 

Apollo 11, a missão espacial da NASA que colocou o primeiro homem na superfície da Lua. Estávamos em 20 de Julho de 1969, milhões de pessoas assistiam pela televisão à chegada do homem à Lua. O primeiro homem a pisar na Lua foi o astronauta Neil Armstrong.

O programa espacial Apollo foi um programa da NASA, a Agência Espacial Americana, que teve como objetivo colocar o homem na Lua. O programa Apollo teve várias missões, algumas tripuladas e outras não tripuladas, sendo que a partir da Apollo 7 começaram as missões tripuladas.

Astronautas da Apollo 11

Da esquerda para a direita: Neil Armstrong, Michael Collins, Edwin Aldrin.

O ponto alto do programa Apollo foi a Apollo 11. A Apollo 11 foi lançada do Cabo Canaveral, na Flórida, Estados Unidos da América, a 16 de Julho de 1969. Seguiam em direção ao satélite natural da Terra os astronautas Neil ArmstrongEdwin Aldrin (também conhecido por Buzz Aldrin) e Michael Collins. A Apollo 11 foi lançada para o espaço através do foguetão Saturn V.

O local de alunagem foi o Mar da Tranquilidade, uma região da Lua onde sua superfície é constituída por lava basáltica. Os astronautas Neil Armstrong e Edwin Aldrin desceram na superfície lunar através do Módulo Lunar Eagle, enquanto que o astronauta Michael Collins ficou em órbita ao redor da Lua no Módulo de Comando Columbia. Michael Collins não pisou o solo lunar.

No dia 20 de Julho de 1969 dá-se então o pouso do Módulo Lunar Eagle na superfície da Lua. O primeiro a sair foi Neil Armstrong. Ao pisar a Lua, Neil Armstrong proferiu uma frase que ficou na História: “Um pequeno passo para o homem, um salto gigantesco para a humanidade”. Pouco depois foi a vez de Edwin Aldrin (ou Buzz Aldrin) sair do Módulo Lunar e assim ficar na História como o segundo homem a pisar na Lua.

Tanto Neil Armstrong como Edwin «Buzz» Aldrin estiveram cerca de 21 horas e meia na superfície da Lua, tendo caminhado pela Lua durante aproximadamente 2 horas e meia.

 

tags:

publicado por pimentaeouro às 22:29
link do post | comentar | favorito (1)
|

Quinta-feira, 13 de Julho de 2017
Já viu algum ?

Imagem relacionada

 

Animal mitológico que existe na cultura Ocidental há cerca de 5.000 anos. Apesar de nunca ter existido não faltou que jura-se telos visto.


tags:

publicado por pimentaeouro às 20:54
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito (1)
|

Sexta-feira, 7 de Julho de 2017
Pode acontecer

Resultado de imagem para secas


tags:

publicado por pimentaeouro às 22:27
link do post | comentar | favorito (1)
|

Terça-feira, 4 de Julho de 2017
Com os pezinhos na àgua

Marcelo foi a Tancos e ao Pedrogão Grande. Missão cumprida. António Costa foi a banhos para as Baleares, tem razão, não aconteceu nada de grave.


tags:

publicado por pimentaeouro às 22:28
link do post | comentar | favorito
|

Abandonado

Resultado de imagem para gato

 

Do quarto andar onde moro não consigo ve-lo, não sei onde está. Todas as noites mia arrastadamente, dolorosamente, chora como uma criança abandonada.

Os donos não o deixam entrar em casa e não compreendo este comportamento: não há nada que eu posso fazer.


tags:

publicado por pimentaeouro às 12:15
link do post | comentar | ver comentários (9) | favorito (1)
|

Segunda-feira, 3 de Julho de 2017
Nada melhor do que uma boa soneca

Resultado de imagem para sono


tags:

publicado por pimentaeouro às 22:17
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito (1)
|

Sexta-feira, 30 de Junho de 2017
Revolucionários

Resultado de imagem para smartphone

 

Hoje já não os dispensamos, revolucionaram as comunicações pessoais.


tags:

publicado por pimentaeouro às 19:51
link do post | comentar | favorito (1)
|

Ainda não caiu

Resultado de imagem para torre de pisa

 

Mas um, ninguém sabe quando, dia cairá


tags:

publicado por pimentaeouro às 18:53
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito (1)
|

Quinta-feira, 29 de Junho de 2017
Pensamento único

 Há algo de profundamente errado na maneira como hoje vivemos. Durante trinta anos considerámos ser uma virtude a procura da satisfação material: de facto, essa procura constitui agora o que resta do nosso sentido de finalidade colectiva. Sabemos o preço das coisas, mas não fazemos ideia do que valem. Sobre uma decisão judicial ou um acto legislativo já não perguntamos: é bom? E justo? E correcto? Ajudará a alcançar uma sociedade melhor ou um mundo melhor? Eram estas em geral as perguntas políticas, ainda que não propiciassem respostas simples. Temos novamente de aprender a fazê-las.

A qualidade materialista e egoísta da vida contemporânea não é intrínseca à condição humana. Muito do que hoje parece 'natural' remonta aos anos 80: a obses­são pela criação de riqueza, o culto da privatização e do sector privado, as crescentes disparidades entre ricos e pobres. E sobretudo a retórica que vem a par de tudo isto: admiração acrítica dos mercados sem entraves, desdém pelo sector público, a ilusão do crescimento ilimitado.

Não podemos continuar a viver assim. O pequeno crash de 2008 foi um aviso de que o capitalismo não regulado é o pior inimigo de si mesmo: mais cedo ou mais tarde há-de ser vítima dos seus próprios excessos e para salvar-se recorrerá novamente ao Estado. Mas se nos limitarmos a apanhar os cacos e continuar como dantes, podemos esperar convulsões maiores nos pró­ximos anos.

E porém parecemos incapazes de conceber alterna­tivas. Também isso é novo. Até bastante recentemente, a vida pública nas sociedades liberais conduzia-se à som­bra de um debate entre os defensores do 'capitalismo' e os seus críticos, geralmente identificados com alguma forma de 'socialismo'. Nos anos 70 esse debate já tinha perdido muito do seu sentido para ambos os lados; mesmo assim, a distinção 'esquerda-direita' servia uma finalidade útil. Ela fornecia uma estaca para firmar o comentário crítico das questões contemporâneas.

A esquerda, o marxismo atraía gerações de jovens, mais não fosse por oferecer um modo de distanciar-se da condição vigente. O mesmo, quase, era válido para o con­servadorismo clássico: uma aversão bem fundamentada à mudança acelerada dava abrigo aos que hesitavam em abandonar rotinas há muito

estabelecidas. Hoje, nem a esquerda nem a direita conseguem achar a sua posição.

“Um tratado sobre os nossos actuais descontentamentos”, Tony Judt, Edições 70

 

 

P.S. É necessário relançar o debate ideológico e furar o “pensamento único” da globalização made in USA, a ofensiva ideológica do “pensamento único” é mais perigosa do que a globalização económica: «amacia» o terreno para a sua aceitação acrítica.

 


tags:

publicado por pimentaeouro às 11:55
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito (2)
|

Quarta-feira, 28 de Junho de 2017
Um perigo público

Resultado de imagem para drones

 

São fáceis de comprar e de manobrar, qualquer um sente-se um piloto encartado mas são um perigo publico pela faciliade com que podem colidir com os aviões comerciais.


tags:

publicado por pimentaeouro às 21:44
link do post | comentar | favorito (1)
|

Terça-feira, 27 de Junho de 2017
Ave do paraíso

Paradisaeini é uma tribo de aves passeriformes da família Paradisaeidae, com 14 géneros e cerca de 43 espécies das chamadas aves-do-paraíso. A característica mais marcante das aves-do-paraíso é a plumagem exuberante dos machos da maioria das espécies, utilizada como ornamento nos rituais de acasalamento. O grupo é típico da Australásia e está presente nas regiões tropicais do Norte da Austrália, Nova Guiné, Indonésia e Ilhas Molucas. As aves-do-paraíso habitam principalmente zonas de floresta tropical e manguezais.

As aves-do-paraíso são aves de pequeno a médio porte, medindo entre 15 a 120 cm de comprimento, incluindo a cauda. As espécies maiores têm dimensões aproximadas a um corvo. O grupo é notório por dimorfismo sexual extremo: as fêmeas têm plumagem monótona, em tons de cinzento e castanho, enquanto que os machos da maioria das espécies são muito coloridos, por vezes em tons contrastantes e/ou iridiscentes, com caudas longas e/ou penas que se destacam na cabeça e pescoço. Há no entanto espécies onde o macho não é ornamentado e é semelhante à fêmea. O bico é curto e forte e adaptado a uma alimentação omnívora, baseada em frutos, folhas e animais como anfíbios, insectos e outros invertebrados.

Os machos das aves-do-paraíso são normalmente solitários, enquanto que as fêmeas vivem em pequenos bandos juntamente com os juvenis. Na época de reprodução, o macho representa uma série de rituais de exibição, com o objectivo de atrair as fêmeas. Estas danças são muito elaboradas e no género Parotia fazem inclusivamente lembrar as danças hula e limbo. Nas maioria das espécies, onde há dimorfismo sexual significativo, a fêmea toma conta da incubação e crias sozinha, mas quando o macho é semelhante em plumagem à fêmea toma também parte nos cuidados parentais. A hibridização é um fenómeno comum dentro deste grupo e resulta em animais com plumagens intermédias, que foram confundidos no passado como espécies próprias.

As plumas das aves-do-paraíso são bastante importantes nas sociedades nativas da Nova Guiné como símbolo de estatuto social. Quando a ilha foi descoberta e explorada por naturalistas europeus, as aves-do-paraíso causaram sensação pelo seu exotismo e diversidade. As plumas tornaram-se num adorno habitual nos chapéus das senhoras das classes média e alta, enquanto que os museus de história natural e coleccionadores privados competiam pelo maior número possível de exemplares taxidermizados. No final do século XIX, princípio do século XX, foram abatidas muitas aves-do-paraíso para estes fins e muitas espécies ficaram à beira da extinção. Hoje em dia o IUCN lista apenas 12 aves-do-paraíso, mas todas as espécies do grupo estão protegidas na Papua-Nova Guiné e Irian Jaya. A importação de plumas de aves-do-paraíso é proibida na maioria dos países.

 
Paradisaea minor

As aves-do-paraíso foram anteriormente classificadas em família própria, Paradisaeidae.

A espécie Parotia berlepschi, foi descrita no século XIX. Seu nome científico é uma referência a Hans von Berlepsch, ornitólogo alemão do mesmo século. Acreditava-se estar extinta, mas uma expedição ocorrida em dezembro de 2005 redescobriu-a nas Montanhas Foja, na Papua-Nova Guiné.


tags:

publicado por pimentaeouro às 20:41
link do post | comentar | favorito
|

Sábado, 24 de Junho de 2017
Sonhar

Humanidade que não sonha, morre.

 

Eduardo Lourenço


tags:

publicado por pimentaeouro às 18:43
link do post | comentar | favorito (2)
|

Sábado, 17 de Junho de 2017
Emérito sem mérito

 

José Eduardo dos Santos, que não se recandidata nas eleições de Agosto, será o  primeiro a beneficiar da nova lei
O chefe de Estado angolano que cessar mandato passará a ser. designado por “Presidente da República Emérito”, com direito a unia pensão vitalícia correspondente a 90% do vencimento durante o último ano de mandato.

E o que propõe um projecto de lei sobre o regime jurídico dos ex- presidentes e vice-presidentes da República após cessação de mandato, apresentado pelo grupo parlamentar do Movimento Popular de Libertação de Angola (MPLA), que vai a votação na próxima quinta-feira.
O grupo parlamentar do MPLA, partido maioritário e no poder desde 1975, diz que depois das eleições de 23 de Agosto o país passará a ter um ex-presidente. José Eduardo dos Santos, que é Presidente desde 1979, não se recandidata, Propõe, por isso, que o Parlamento aprove o diploma “antes da campanha eleitoral”.
A proposta de lei prevê que depois de deixar funções o antigo chefe de Estado tenha tratamento protocolar, imunidades e regime especial de protecção e segurança.
O segundo capítulo da proposta, dedicado ao “foro especial”, estabelece que um ex-presidente passe a gozar de “foro próprio para efeitos criminais ou responsabilidade civil, por actos estranhos ao exercício das suas funções, perante o Tribunal Supremo”. 

E ainda proposto que receba uma pensão vitalícia correspondente a 90% do vencimento do seu último ano no cargo. O seu cônjuge também terá uma remuneração equivalente a 70% do vencimento do chefe de Estado.

 
Fica ainda acautelado o direito à habitação, com a atribuição de uma verba para manutenção e apetrechamento de residência própria, e transporte, sendo-lhe atribuída uma viatura automóvel de tipo não inferior à do vice-presidente em exercício, e um motorista a expensas do Estado, com substituição da viatura sempre que devidamente justificado, e combustível e manutenção.

 A proposta de lei garante o pagamento do seguro automóvel contra todos os riscos, e viaturas de uso pessoal para cônjuge e filhos menores ou incapazes a seu cargo.

O antigo Presidente da República, cônjuge e filhos menores têm também direito a passagens aéreas em primeira classe e ajudas de custo para urna viagem anual de férias, doutro do país ou no estrangeiro, com direito à protecção especial, pessoal de protecção e assessoria, nas viagens, assim como protecção especial da sua residência.
O líder da bancada parlamentar do MPLA, Virgílio Pereira, disse que a proposta de lei vai abranger igualmente o primeiro Presidente de Angola, António Agostinho Neto, e família.

Lusa

 

 

 


tags:

publicado por pimentaeouro às 14:46
link do post | comentar | favorito (1)
|

Domingo, 11 de Junho de 2017
Mo

Resultado de imagem para mo pedra de moer

 

Nos anos 30 e 40 do século passado Portugal era um país pobre e atrasado. A grande maioria da população era pobre, a classe média era muito reduzida e os ricos não tinham grandes fortunas, ainda estavam para vir.

A minha avó comprava na mercearia milho em grão que moia numa mo exectamente igual à da imagem acima e fazia papas de milho que eram temperadas com açucar, mel ou pequenos cubos de pão frito.

As papas de milho eram o bife dos pobres e até remediados.


tags:

publicado por pimentaeouro às 22:29
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|

Sábado, 10 de Junho de 2017
Ensandeceram

O presidente do governo da Catalunha, Carles Puigdemont, anunciou ontem um referendo sobre a independência catalã, a realizar no dia 1 de outubro. "Quer que a Catalunha seja um Estado independente em forma de República?" é a pergunta a que os eleitores são chamados a responder. Anunciado de forma unilateral, por não ter o aval do governo de Espanha, o referendo desafia Mariano Rajoy, que sempre foi contra a ideia.

 

P.S. 

As multinacionais comem pequenos Estado ao pequeno almoço.

 

 

 


tags:

publicado por pimentaeouro às 22:25
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
posts recentes

Foi há quarenta e oito an...

Já viu algum ?

Pode acontecer

Com os pezinhos na àgua

Abandonado

Nada melhor do que uma bo...

Revolucionários

Ainda não caiu

Pensamento único

Um perigo público

arquivos
tags

???

ambição

amizade

amor

animais

antropologia

armas

arquitectura

arte

arte biografias

astronomia

ballet

biografias

biologia

blogues

café curto

carttons

ciência

cinema

civilização

clima

comunicação social

corrupção

criminosos

crise financeira

demagogia

demência

demografia

descobrimentos

desemprego

destino

diversos

doenças

dor

economia

eleiçoes

ensaio

ensino

escravatura

escultura

estado

estupidez

eternidade

ética

eu

eutanásia

evolução

família

filosofia

futebol

genocídio

governo

greves

guerra

história

incendios florestais

inquisição

internacional

justiça

literatura

livros

memória

miséria

morte

mulher

mulheres célebres

musica

natureza

natureza humana

paisagens

paleontologia

partidos políticos

patologia ideológica

pátria

pintura

planeta terra

pobreza

poesia

politica

regime político

religião

saudade

saúde

segurança social

sentimentos

sexo

sindicatos

sociedade

sonhos

tecnologia

terrorismo

terrorismo de estado

testamento vital

tristeza

união europeia

universo

velhice

vida

violência

xadrez

todas as tags

favoritos

É xenofobia sim.

Um fantasma

Arte de furtar

Deus existe? #2

Para onde vou?

Sou um San

O Século xx Português

Pater Famílias

Avesso dos Lusíadas #2

links
últ. comentários
Sabia da estratégia do contar das histórias, mas n...
Que seja um bom dia.
Pertence à literatura medieval alemã. Frades liber...
Que maravilha para começar o dia!!!
Teve a sorte de ter uma boa professora e declamado...
Gosto muito deste poema.Tive a sorte de no 10º e n...
Já os vi na televisão e em sonhos :)
Mas teve o trabalho de pesquisa ;)
blogs SAPO
RSS