Conhece-te a ti mesmo... se puderes.

Domingo, 11 de Fevereiro de 2018
Há não há

extraterrestres.jpg

 

Qual seria a sua reação se soubece que havia extraterrestres?

Estudo revela qual seria a reação da população caso se soubesse que havia mesmo vida extraterrestre.

Um estudo da Universidade do Arizona, nos EUA, indica que a reação geral da população a uma possível revelação de que havia vida extraterrestre seria positiva


tags:

publicado por pimentaeouro às 22:28
link do post | comentar | favorito
|

Terça-feira, 6 de Fevereiro de 2018
Frio

frio.jpg

 

O vinho do Dão tambem ajuda.


tags:

publicado por pimentaeouro às 09:46
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito (1)
|

Terça-feira, 30 de Janeiro de 2018
Mahatma Gandhi

 

gandhi.jpg

 

    Faz hoje 70 anos que Gandhi foi assassinado com 3 tiros de pistola. Godse, um extremista hindu, foi o autor material do crime mas teve outros cúmplices que nunca foram descobertos. 

Suspeitou-se que os britânicos estivem envolvidos na conspiração mas também não foram encontradas provas. Godse foi julgado e condenado à morte pela forca.

Gandhi foi o maior pacifista de todos os tempos que a humanidade teve até hoje. Viveu com austeridade extrema e humildade sem par. Não existe nenhum pacifista em todo o mundo que possa ser comparado com Gandhi: pode-se afirmar sem exagero que superou Buda.

É importante perpetuar a sua memória, este é o meu modesto contributo.


tags:

publicado por pimentaeouro às 20:57
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito (2)
|

Domingo, 28 de Janeiro de 2018
O sono da razão #11


tags:

publicado por pimentaeouro às 21:57
link do post | comentar | favorito
|

Apocalipse

 Científicos adelantan en 30 segundos el Reloj del Apocalipsis mundial

La hora del indicador, conocido también como "el reloj del Juicio Final", fue modificado por las pruebas nucleares de Corea del Norte y el Cambio Climático.


tags:

publicado por pimentaeouro às 17:06
link do post | comentar | favorito
|

Sábado, 27 de Janeiro de 2018
Criação imperfeita

 

 

Quando Deus fez o mundo e descansou ao sétimo dia; já estava um pouco velhote.

Não se preocupou em resolver o problema do Bem e do Mal, deixando isso ao cuidado dos homens com os resultados que se conhecem e deixou também a Terra mal feita e por acabar; com tanta tempestade; furações; inundações; sismos; epidemias; pandemias e bicharada (mosquitos; parasitas; etc.); que só servem para atrapalhar.

Ordenou: “crescei e multiplicai-vos” sem procurar saber se havia comida no frigorífico nem sequer saber se cabiam todos dentro da casa.

Tanta distracção só revela que já estava decrépito. Não descobri nada de novo, Guerra Junqueiro, por razões diferentes das minha, já tinha descoberto que o Padre Eterno estava velho.

Se o Criador cometeu tantos erros  e distracções, que podemos esperar de uma criatura feita de barro e de um mero apêndice; para o distrair, feita a partir de uma costela?

A história da Bíblia está mal contada? Lamento e garanto que não meti prego nem estopa no assunto.

Muitos acreditam? Têm boas razões para o fazer, todos nós acreditamos naquilo que nos convém ou pensamos que está certo.

 


tags:

publicado por pimentaeouro às 19:58
link do post | comentar | favorito (1)
|

Terça-feira, 23 de Janeiro de 2018
Caravaneiros do Saara

caravaneiros.jpg

 

Recebe o nome de tuaregue (ou imuhag, em tamasheq) os povos que habitam, a grosso modo, a área alta do deserto do Saara, no norte da África. É um povo nômade, pastoralista, e apesar da pele negra, semelhante à dos povos negros africanos mais ao sul, são um dos vários grupos que formam a população berbere do norte da África. São todos praticantes da religião islâmica, que chegou na região por volta do século XII.

Utilizam uma variedade de línguas que pertencem ao grupo das línguas berberes. A principal língua é denominada tamasheq, além das outras, como o tamahaq, tahaggart, tayart, tawallammat e o tetserret. Tais línguas são atualmente escritas ou em alfabeto latino, ou escrita árabe ou ainda um alfabeto próprio desenvolvido para as línguas berberes chamado tifinagh.

A população de tuaregues é estimada em cerca de 1 milhão e 500 mil indivíduos, distribuídos por cinco países africanos: Mali, Níger, Argélia, Líbia e Burkina Faso. Apesar da sua grande maioria estar no Mali e no Níger, os grupos politicamente mais importantes localizam-se na Argélia.

O nome tuaregue é de origem desconhecida. Acredita-se que seja uma palavra derivada do árabe "abandonados", referência à região que habitam, em tese inóspita e hostil à ocupação humana. A verdade é que a parte mais interior do deserto do Saara possui um contingente humano que ocupa sua área há muitos séculos, constituindo uma antiga rota de comércio e comunicação entre os extremos do continente africano, a denominada rota de comércio "Trans-saariana", da qual os tuaregues controlavam historicamente as melhores rotas. De fato, estes acabaram por receber, indiscriminadamente, por tal conhecimento, o apelido de "piratas do deserto", pelas constantes abordagens de alguns bandos a caravanas que atravessavam o Saara, com a intenção de roubar os produtos transportados naquela rota de comércio.

Seu meio de locomoção é o camelo, têm como vestimenta característica o véu de azul índigo, com que cobrem toda a cabeça e maior parte do rosto, com exceção dos olhos, para protegerem-se do sol extremamente forte. Apesar de serem tradicionalmente nômades, constituíram importantes centros nos países em que estão presentes, como Agadez, no norte do Níger ou então Gao, Kidal e Timbuctu no Mali. Timbuctu, aliás, foi no passado um centro importante no comércio trans-saariano e centro de pesquisa, abrigando uma universidade e grande quantidade de intelectuais que aproveitavam-se do auge da intelectualidade islâmica, na época da baixa Idade Média. As inúmeras bibliotecas constituídas naquela área, há mais de dez séculos são hoje objeto de projetos de várias organizações internacionais que buscam coletar livros antigos guardados pelos seus descendentes e restaurá-los.

Bibliografia:


tags:

publicado por pimentaeouro às 19:27
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito (1)
|

Sábado, 20 de Janeiro de 2018
Homo sapiens ?

Autores de diversas áreas consideram o homo sapiens insensato e pérfido e alguns até duvidam, simplesmente, que alguma vez tenha sido sapiens

Estas dúvidas não surgem apenas em épocas de grandes crises e desastres (I Guerra Mundial, grande depressão de 1929, II Guerra Mundial, etc), é um cepticismo – será cepticismo? – permanente de uma visão da História. 

Edgar Morin considera que o homo sapiens é simultaneamente homo demens, Mark Twain escreve um ensaio com o título “A Abominável Raça Humana” e existe abundante literatura onde o homem é o vilão, o lobo do homem, o assassino do homem. 

A linha divisória entre razão e emoção, racional e irracional, lucidez e loucura, é muito ténue e os dois extremos misturam-se com frequência. 

Guerras, massacres e limpezas étnicas são incontáveis, mas a partir do século XVI com o colonialismo Ocidental adquiriram uma dimensão industrial. 

Com a pilhagem das terras e de matérias-primas praticaram-se dezenas de genocídios em África, América Central e do Sul, Austrália,  e um pouco por quase toda a Terra. 

Já nos séculos XVIII e XIX, os europeus que emigraram para os EUA dizimaram as populações indígenas. O Estado pagava por cada cabeça e  privados «caçavam» de conta própria. 

Os sobreviventes deste genocídio, que deu muitos filme de cowboys, foram confinados a exíguas reservas, para morrerem lentamente. 

Nós, portugueses, também temos uma quota, mas especializamo-nos numa modalidade: a venda de escravos negros, aos milhões, (até vendíamos aos Espanhóis), tratados como animais e transportados de África, para o «Novo Mundo» como sacos de batatas. 

Raramente falamos desta ignomínia da nossa história. Preferimos evocar os heróis e os grandes feitos da imensa amalgama de grandezas e misérias a que chamamos “Descobrimentos” 

 

 


tags:

publicado por pimentaeouro às 20:30
link do post | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 18 de Janeiro de 2018
Combater a solidão

A secretária para a sociedade civil e desportiva é agora a nova “ministra da solidão”. Oito milhões de britânicos dizem sentir-se sempre a sós.

A solidão mata e o governo britânico quer combatê-la. Não se conhece ao certo os caminhos dessa morte, mas há material de estudo que baste para sugeri-la com alta probabilidade. Por exemplo, um estudo de há sete anos avalizado pela Universidade de Cambridge, e que cruza os dados de mais de uma centena de investigações que analisam o tema da mortalidade em relação à vida social do indivíduo, argumenta que pessoas solitárias são 50% mais propensas a terem uma morte precoce do que outras. Outro grande estudo, este cruzando os dados de mais de três milhões de pessoas, sugere que o impacto da solidão na saúde é semelhante ao da obesidade.

O governo britânico anunciou esta semana que a subsecretária de Estado para o desporto e a sociedade civil vai passar a desempenhar também as funções de responsável pelo combate à solidão. Tracey Crouch é subsecretária, mas já vem sendo chamada a “ministra da solidão”. É exagero, mas um avanço. O passo dado pelo governo de Theresa May foi provocado pela Comissão Jo Cox, do nome da deputada assassinada há dois anos por um militante da extrema-direita e que, em vida, debateu os problemas da solidão. A investigação conduzida em seu nome terminou no fim do ano passado num relatório que defende que cerca de oito milhões de britânicos dizem estar regularmente ou “sempre” em solidão.

 

“Para demasiadas pessoas, a solidão é a triste realidade da vida moderna”, afirmou Theresa May num comunicado publicado quarta-feira, no qual formaliza as novas tarefas da sua subsecretária. Crouch começará por recolher sugestões legislativas de várias organizações sociais e, em paralelo, o gabinete de estatística britânico preparará uma fórmula para calcular o problema.

Segundo o relatório publicado pela Comissão Cox – e em parte conduzido pela Cruz Vermelha – cerca de metade dos britânicos reconhece sentir-se ocasionalmente solitários. “Quero enfrentar este desafio para a nossa sociedade e que todos tomemos medidas para discutir a solidão sofrida pelos mais velhos, os cuidadores de saúde e os que perderam entes queridos – pessoas que não têm com quem falar ou partilhar os seus pensamentos e experiências”, lê-se no comunicado da primeira-ministra.

A paisagem da solidão britânica descrita no relatório publicado em dezembro desmembra algumas ideias comuns sobre o tema. Grande parte das ferramentas para o combate à solidão estão dirigidas para a população mais velha. No entanto, pelo menos de acordo com a consulta do ano passado, são as gerações mais novas, de idades compreendidas entre os 16 e os 24 anos, assim como a população economicamente mais desfavorecida, quem mais frequentemente confessa sentir-se só.

Parece haver até um decréscimo de solidão à medida que se avança na idade: os que têm mais de 55 anos, por exemplo, dizem-se menos solitários que os da faixa etária abaixo, e o mesmo acontece com os que têm 70 anos ou mais. Embora o relatório defenda que deve haver mais ferramentas de combate à solidão para gerações mais novas, também sustenta que é um erro concluir que os mais velhos não são as vítimas mais comuns.

“Isto não sugere que os mais velhos de 55 são menos solitários, mas, antes, que dizem sentirem-se menos frequentemente sozinhos. Embora este estudo não apresente provas categóricas de que há menos prevalência de solidão para os mais velhos, sugerimos que estes grupos etários estejam mais a par dos apoios disponíveis.”


tags:

publicado por pimentaeouro às 21:44
link do post | comentar | favorito (1)
|

Domingo, 14 de Janeiro de 2018
Popeye

Resultado de imagem para desenhos animados antigos

 

Fez as delicias da minha infancia.


tags:

publicado por pimentaeouro às 19:06
link do post | comentar | favorito
|

Sábado, 13 de Janeiro de 2018
Idade Média ?

Milhares de iranianos condenados à morte podem ser poupados. A mais alta instancia judicial decretou a abolição da pena de morte a cerca de 5 mil iranianos pela posse de 30 gramas de cocaina, trinta gramas leu bem.


tags:

publicado por pimentaeouro às 19:18
link do post | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 11 de Janeiro de 2018
Muralha da China

Grande Muralha da China é uma série de fortificações feitas de pedra, tijolo, terra compactada, madeira e outros materiais, geralmente construída ao longo de uma linha leste-oeste através das fronteiras históricas do norte da China para proteger os Estados e impérios chineses contra as invasões dos vários grupos nômades das estepes da Eurásia, principalmente os mongóis. Várias muralhas estavam sendo construídas já no século VII a.C.,[1] que mais tarde foram unidas e tornadas maiores e mais fortes, no que agora é referido como a Grande Muralha..[2] Especialmente famosa é a muralha construída entre 220 e 206 a.C. por Qin Shi Huang, o primeiro Imperador da China. Pouco desta muralha permanece nos dias atuais. Desde então, a Grande Muralha foi reconstruída, mantida e melhorada; a maior parte do trecho existente é da dinastia Ming (1368-1644).

Outras finalidades da Grande Muralha incluíram controles de fronteira, permitindo a imposição de direitos sobre mercadorias transportadas ao longo da Rota da Seda, a regulação ou o encorajamento do comércio e do controle da imigração e da emigração. Além disso, as características defensivas da Grande Muralha foram reforçadas pela construção de torres de vigia, quartéis de tropas, estações de guarnição, capacidade de sinalização por meio de fumaça ou fogo e o fato de que o caminho da Grande Muralha também servia como um corredor de transporte.

A Grande Muralha estende-se de Dandong, no leste, ao Lago Lop, a oeste, ao longo de um arco que delineia grosseiramente a borda sul da Mongólia Interior. Um abrangente levantamento arqueológico, usando tecnologias avançadas, concluiu que as muralhas da dinastia Ming tem um total de 8.850 quilômetros de extensão.[3]Esta é composta por 6.259 km de seções da muralha em si, 359 km de trincheiras e 2.232 km de barreiras defensivas naturais, como montanhas e rios.[3] Outra pesquisa arqueológica descobriu que toda a muralha, com todos os seus ramos, mede 21.196 km.[4]

 

 

 


tags:

publicado por pimentaeouro às 20:21
link do post | comentar | favorito
|

Terça-feira, 9 de Janeiro de 2018
? ? ?

A neve chegou aos 40 centímetros na cidade de Ain Sefra, no norte argelino. Imagens captadas por fotógrafo amador

O deserto mais quente do mundo - Saara - ficou coberto de neve no passado fim de semana, em Ain Sefra, município localizado na província de Naâma, no norte da Argélia.

Com temperaturas a rondar um grau celsius, os argelinos divertiram-se a construir bonecos de neve e a escorregar pelas dunas na cidade conhecida como "a porta para o deserto", com neve que chegou aos 40 centímetros aproximadamente, antes de derreter, conta o Express.

 


tags:

publicado por pimentaeouro às 19:58
link do post | comentar | favorito (1)
|

Sexta-feira, 5 de Janeiro de 2018
A ferro e frio

neve.jpg

 


sinto-me:
tags:

publicado por pimentaeouro às 18:52
link do post | comentar | favorito (1)
|

Quinta-feira, 4 de Janeiro de 2018
Os três Mosqueteiros

tres mosqueteiros.jpg

Em histórias aos quadradinhos, como se dizia naquela época, fizeram as delicias da minha infância e adolescência.

 

 


tags:

publicado por pimentaeouro às 21:08
link do post | comentar | favorito (1)
|

mais sobre mim
pesquisar
 
posts recentes

Há não há

Frio

Mahatma Gandhi

O sono da razão #11

Apocalipse

Criação imperfeita

Caravaneiros do Saara

Homo sapiens ?

Combater a solidão

Popeye

arquivos
tags

???

ambição

amizade

amor

animais

antropologia

armas

arquitectura

arte

arte biografias

astronomia

aves

ballet

biografias

biologia

blogues

café curto

ciência

cinema

civilização

clima

corrupção

criminosos

crise financeira

demagogia

demência

demografia

descobrimentos

desemprego

destino

diversos

doenças

dor

economia

eleiçoes

ensino

escravatura

escultura

estado

estupidez

eternidade

ética

eu

eutanásia

evolução

família

filosofia

futebol

genocídio

governo

greves

guerra

história

incendios florestais

inquisição

internacional

justiça

literatura

livros

memória

miséria

mitologia

morte

mulher

mulheres célebres

musica

natureza

natureza humana

paisagens

paleontologia

partidos políticos

patologia ideológica

pátria

pintura

planeta terra

pobreza

poesia

politica

regime político

religião

saudade

saúde

segurança social

sentimentos

sexo

sindicatos

sociedade

sofrimento

sonhos

tecnologia

terrorismo

terrorismo de estado

testamento vital

tristeza

união europeia

universo

velhice

vida

violência

xadrez

todas as tags

favoritos

Meu amor

Dilemas

A poesia

Volta e meia

Interrogação

Apatia

O que resta

A correr

Guarda-jóias

Feliz Natal

links
últ. comentários
E faz mesmo. Obrigada.😙
Faço a minha parte para evitar o esquecimento.
"é bom não esquecer"
Uma descrição de algo que felizmente já não é freq...
Um tinto Alentejano também...!
Tem razão, Gandhi tinha um lado negro que também d...
Pois, parece que era muito bom homem mas parece qu...
Obrigada por nos trazer sempre temas deveras inter...
As inovações levam tempo a ser aplicadas de forma ...
blogs SAPO
RSS