Conhece-te a ti mesmo... se puderes.

Terça-feira, 15 de Agosto de 2017
Calamidade

Resultado de imagem para incendios

 

Em Portugal há uma média de 200 - duzentos - fogos por dia enqunto em Espanha são cerca de 100. Porque será?



publicado por pimentaeouro às 22:08
link do post | comentar | favorito (1)
|

Quarta-feira, 21 de Junho de 2017
Portugal continuará a arder

Resultado de imagem para incendios florestais

  

Cerca de 95 % da floresta é de privados, são pequenos proprietários maioritariamente velhos e pobres que não têm dinheiro para tratar da floresta: não há bombeiros nem aviões que consigam apagar os fogos. A industria da celulose trata do resto.

O clima já sabemos, irá ficar mais quente.



publicado por pimentaeouro às 21:59
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito (1)
|

Domingo, 18 de Junho de 2017
Pedrogão Grande

Estou desolado, triste, não tenho palavras, não consigo escrever.



publicado por pimentaeouro às 19:11
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito (1)
|

Sábado, 7 de Setembro de 2013
Heróis anónimos

Miguel Esteves Cardoso, Bombeiros Portugueses

Miguel Esteves Cardoso, Bombeiros


«É impossível ir ao mar em Setembro sem pensar nos bombeiros portugueses. Não só nos que morreram e ficaram feridos como em todos os que arriscam a vida.


Não consigo imaginar o que é arriscar a morte para ajudar e salvar os outros: a vida dos outros, a saúde dos outros, as casas dos outros. Todos os bombeiros que morreram e que foram feridos - e todos aqueles que hão-de morrer e ser feridos estariam de boa saúde se tivessem agido como todos os seres humanos e pensado, acima de tudo, na própria segurança. Isto não é egoísmo - é apenas agir segundo os interesses de cada um. É assim que sobrevivemos. A autopreservação está-nos na massa do sangue.


Os bombeiros escolhem lutar, antes de lutarem contra qualquer incêndio, contra o instinto de autopreservação que os defenderia. Para proteger a quase totalidade de cidadãos que segue sensatamente esse mesmo instinto, os bombeiros ultrapassam-no. Ao arriscar a vida, agem irracionalmente: tornam-se altruístas heroicos.


Se não consigo imaginar a generosidade louca dos bombeiros posso recorrer ao testemunho dos próprios bombeiros, sempre perto de nós. O que é inimaginável, incompreensível é a ingratidão do Estado português. E até da população.


Os bombeiros têm de ser tratados e pagos como heróis públicos. Já que arriscam as vidas para salvar as nossas, têm de viver melhor do que nós e com constante reconhecimento.


Mete nojo a nossa psicopática indiferença: elas e eles são melhores do que nós.»

Miguel ESTEVES CARDOSO, Os Heróis públicos, Público, 04. 09. 2013



publicado por pimentaeouro às 16:34
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
posts recentes

Calamidade

Portugal continuará a ard...

Pedrogão Grande

Heróis anónimos

arquivos
tags

???

ambição

amizade

amor

animais

antropologia

armas

arquitectura

arte

arte biografias

astronomia

aves

ballet

biografias

biologia

blogues

café curto

ciência

cinema

civilização

clima

corrupção

criminosos

crise financeira

demagogia

demência

demografia

descobrimentos

desemprego

destino

diversos

doenças

dor

economia

eleiçoes

ensino

escravatura

escultura

estado

estupidez

eternidade

ética

eu

eutanásia

evolução

família

filosofia

futebol

genocídio

governo

greves

guerra

história

incendios florestais

inquisição

internacional

justiça

literatura

livros

memória

miséria

mitologia

morte

mulher

mulheres célebres

musica

natureza

natureza humana

paisagens

paleontologia

partidos políticos

patologia ideológica

pátria

pintura

planeta terra

pobreza

poesia

politica

regime político

religião

saudade

saúde

segurança social

sentimentos

sexo

sindicatos

sociedade

sofrimento

sonhos

tecnologia

terrorismo

terrorismo de estado

testamento vital

tristeza

união europeia

universo

velhice

vida

violência

xadrez

todas as tags

favoritos

Nada é em vão

Uma criança

Um fantasma

Arte de furtar

Deus existe? #2

Para onde vou?

Sou um San

O Século xx Português

Pater Famílias

Avesso dos Lusíadas #2

links
últ. comentários
Interessante, gosto muito de história,
Interessante, gostei de ler o seu post.
A verdade é que este desgoverno dos últimos anos t...
Sem palavras... deixo-lhe um abraço de força...
Não há palavras que aliviem a sua angustia.
Lamento tanto... :(((
Pois, eu é mais para tomar banho, não me dou muito...
Água para mim só em copos...
Só foi pena não me ter deixado com capacidade de r...
Nem sempre é possível.
blogs SAPO
RSS