Conhece-te a ti mesmo... se puderes.

Sábado, 26 de Março de 2016
De cortar a respiração

Responsável europeu alerta para risco de ciberataques à rede nuclear belga

Torres de arrefecimento da central nuclear de Tihange na Bélgica

 

O coordenador para o antiterrorismo da União Europeia (UE), Gilles de Kerchove, crê que esse risco risco exista nos próximos cinco anos e defende ser urgente investir no reforço da segurança dos sistemas informáticos de controlo destas infraestruturas

O coordenador para o antiterrorismo da União Europeia (UE), Gilles de Kerchove, alertou para o risco de os 'jihadistas' cometerem ciberataques nas centrais nucleares da Bélgica e noutras infraestruturas do país, no espaço de cinco anos.

Em entrevista ao jornal “Libre Belgique”, publicada este sábado, De Kerchove diz que é "incapaz de dizer se há falhas na proteção" das centrais nucleares belgas, mas admite que não se surpreenderá que "no futuro, o setor nuclear seja alvo de ciberataques".

"Não creio que o ciber-terrorismo seja já uma realidade, mas não estranharia que nos próximos cinco anos haja tentativas de utilizar a internet para cometer atentados", afirmou, acrescentando que estes ataques poderiam afetar "o centro de gestão de uma central nuclear, de uma barragem, de um centro de controlo do tráfego aéreo ou um sistema de cruzamento de linhas dos caminhos-de-ferro".

Por isso, Gilles de Kerchove considera que é urgente investir no reforço da segurança dos sistemas informáticos de controlo destas infraestruturas, advertindo que "as novas tecnologias podem permitir que um indivíduo isolado possa cometer um atentado de grande escala".

Além disso, o responsável europeu disse também que o Estado Islâmico "demonstrou uma enorme sofisticação no uso das redes sociais" e que "há uma geração que nasceu com a internet" e que é aficionada às novas tecnologias.

 



publicado por pimentaeouro às 17:32
link do post | comentar | favorito
|

Terça-feira, 26 de Janeiro de 2016
O sono da razão #8



publicado por pimentaeouro às 22:56
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Domingo, 29 de Novembro de 2015
Terrorismo milionário

Máquina de fazer dinheiro do Estado Islâmico

Ter um território sob seu domínio é fundamental para a organização terrorista financiar uma guerra. Mercado negro, fronteiras porosas, acesso a recursos naturais e várias formas de roubo são as suas estratégias.

Raqqa, na Síria, foi escolhida para ser a capital do "calfado" REUTER

Uma ressalva: não há muitos dados concretos, nem uma pista electrónica das contas e transacções do EI que permita conhecer com pormenor as finanças do califado autodeclarado pelo líder Abu Bakr al Baghdadi em Junho de 2014, depois de o grupo ter conquistado Mossul, a segunda maior cidade iraquiana. Mas estimativas apresentadas ao Congresso dos Estados Unidos no final desse ano pela Rand Corporation, apontam para que o Estado Islâmico ganhe entre 1 e 3 milhões de dólares por dia provenientes de várias fontes. Fez um longo caminho desde 2008, quando apenas conseguia ganhar um milhão de dólares num mês.

Os rendimentos anuais do EI, neste momento, rondam os 2700 milhões de euros, diz o Le Monde, que faz algumas comparações que ilustram bem as capacidades financeiras desta organização: estima-se que o orçamento dos talibans, no Afeganistão, oscile entre 49,7 milhões e 300



publicado por pimentaeouro às 10:58
link do post | comentar | favorito
|

Quarta-feira, 18 de Novembro de 2015
Terrorismo #2

A grande maioria dos clérigos muçulmanos não diz uma palavra a condenar os actos terroristas e o medo não explica tudo.

 

Conselho muçulmano pede a mesquitas que condenem terrorismo

Centenas de pessoas, muçulmanas e não só, juntaram-se para rezar pelas vítimas dos atentados de Paris na Mesquita de Lion, França

  Para o conselho francês, qualquer forma de violência ou terrorismo deve ser condenado

O Conselho Francês do Culto Muçulmano (CFCM), organismo representativo islâmico, vai divulgar nas cerca de 2.500 mesquitas de França um "texto formal" condenando de forma inequívoca toda a "forma de violência ou terrorismo", para as orações de sexta-feira.

"Diante do horror dos assassínios indiscriminados que foram realizados" a 13 de novembro em Paris, em que 129 pessoas foram mortas, "o CFCM e todas as organizações muçulmanas apelam a todas as mesquitas de França para consagrar as orações de sexta-feira a estes eventos trágicos que profundamente tocaram a comunidade nacional", segundo um comunicado da organização.

O CFCM afirmou que divulgará nas mesquitas "um texto solene que poderá servir de linha diretriz para o próximo sermão" de sexta-feira.



publicado por pimentaeouro às 21:33
link do post | comentar | favorito
|

Sábado, 14 de Novembro de 2015
Terrorismo

 

Veio para ficar, ninguém sabe até quanto. O ódio ao Ocidente tem causas objectivas embora remotas: décadas de políticas desastrosas praticadas pelos países Ocidentais, França, Inglaterra, Alemanha menos mas também, que visavam a exploração dos recursos , principalmente petróleo, alianças com monarquias teocráticas nos países do Próximo Oriente, conjuntamente com a memória de um passado de grandeza, uma interpretação radical do Corão, formam o caldo de cultura do jiadismo.

Elevadas taxas de população jovem, sem futuro nem esperança, garantem um base de recrutamento fácil, doutrinados, treinados, bem pagos, tornam facilmente qualquer jovem num terrorista, a mocidade é a época dos ilusões, um clero retrogrado e fundamentalista que não diz uma palavra a condenar os actos terroristas, financiamento generoso de magnatas árabes e de regimes teocráticos, alimentam as redes terroristas.

Por cá, a livre circulação de capitais, de bens e de pessoas não tem só vantagens, tem vários inconvenientes, potencia os actos ilícitos, o crime económico, etc. ; a abolição de fronteiras facilita a livre circulação, entre países, de elementos terroristas; a descoordenação na partilha de informação das diversas polícias, a reduzida experiencia das policias em vigiar elementos terroristas, são tudo vantagens para quem vive à margem da lei.

Que fazer? Gostava de saber.



publicado por pimentaeouro às 19:18
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|

Sábado, 5 de Setembro de 2015
Paz à sua alma

Resultado de imagem para palmira

 

 

Durante dois mil anos foi Palmira, a cidade das palmeiras. Homens de diferentes religiões e culturas nela conviveram e trocaram mercadorias com as caravans da rota da seda, este convívio nem sempre foi pacífico mas Palmira sobreviveu.

Não resistiu ao fanatismo do chamado Estado Islâmico: que isto tenha acontecido no século XXI mostra que a civilizaçao pode recuar séculos.



publicado por pimentaeouro às 22:34
link do post | comentar | favorito
|

Sexta-feira, 24 de Julho de 2015
Guerra individual... para milionários

Conheça o tanque de guerra que pretende virar ‘brinquedo’ de milionários

Versão básica do Ripsaw EV2 custa quase US$ 300 mil

Se comprar um tanque de alta performance para uso pessoal é algo que já passou pela sua cabeça, saiba que agora isso é possível.

Bem, é verdade que é preciso ter uns US$ 300 mil (R$ 942 mil) sobrando e muito espaço para levar a fera para passear. Mas a máquina que já foi usada por militares americanos está hoje à venda para o consumidor comum.

Trata-se do Ripsaw EV2, produto da Howe and Howe Technologies, uma empresa fundada pelos gêmeos Geoff e Mike Howe. Em 2000, cansados de seus empregos, os irmãos decidiram criar o veículo de combate mais rápido do mundo.

Um ano depois, eles se tornavam consultores de pesquisa e desenvolvimento para as Forças Armadas americanas. Conseguiram seu objetivo com um tanque leve chamado Ripsaw, que chegava a mais de 100 km/h. Logo em seguida, estrelaram duas temporadas de um programa para o canal Discovery e começaram a receber pedidos de compradores particulares.

"Primeiro, dissemos que não, que eram só para uso militar", lembra Geoff Howe. "Mas há dois anos começamos a achar que poderia ser uma boa ideia."

Eles aproveitaram a tecnologia não confidencial que eles mesmos desenvolveram e criaram uma cabine mais "civil".

O modelo mais básico custa US$ 295 mil (pouco mais de R$ 925 mil). "Cada um é montado à mão, e só produzimos um por vez. Mas estamos recebendo muitas encomendas e devemos construir dez este ano", afirma Howe.

O pacote inicial inclui um carro de 4 toneladas e 5,5 metros de extensão, com capacidade para duas pessoas, e uma cabine suspensa em um exoesqueleto de alumínio aeroespacial e aço de alta qualidade.

Um motor V8 turbodiesel Duramax da General Motors produz uma potência de 600 cavalos, o que possibilita atingir uma velocidade máxima de 96 km/h. "A sensação é de estar voando a 300 km/h", diz Howe.

O primeiro EV2 completo está pronto para ser despachado para um cliente, que não foi identificado. E outros possíveis compradores já estão se inscrevendo para fazer um test-drive no QG da Howe and Howe, no Estado americano do Maine.

Um estúdio de produção cinematográfica encomendou um Ripsaw com um sistema de câmeras a bordo. Outro cliente pediu um sistema de acesso sem chave e portas asa-de-gaivota automáticas. E é claro que o fabricante também oferece uma versão com equipamentos de visão noturna.

Interior foi adaptado para melhorar conforto e dirigibilidade do tanque

O Ripsaw EV2 é fácil de dirigir, já que possui um volante no lugar do tradicional controle de joystick dos tanques. Mas andar sobre barrancos de 75 graus de inclinação pode ser algo que exije uma boa dose de autoconfiança.

O passeio é surpreendentemente suave graças à suspensão ajustável com amortecedores pressurizados. O interior é industrial, com um painel de instrumentos parecido com o de carros de corrida, indicadores especializados e muito metal.

Este é um veículo para se jogar na lama, então o único detalhe de luxo aqui são os bancos de couro.

E quem são os indivíduos de olho no modelo? "São pessoas que têm ranchos no deserto ou nas montanhas e que querem possuir algo que ninguém mais possui", conta Howe. Mas quem pretende desfilar seu tanque pelas ruas e estradas, melhor desistir. "Ele não está em conformidade com as exigências legais para circular na rua. E nunca estará", divertem-se os irmãos.


sinto-me:

publicado por pimentaeouro às 21:09
link do post | comentar | favorito
|

Terça-feira, 21 de Abril de 2015
Mar e morte

 

 

 

Já foi Mare nostrum hoje é o mar da morte, os naufrágios sucedem-se em crescendo com o número de mortos a aumentar todas as semanas, todos os dias.

Do lado de lá traficantes criminosos vendem por elevado preço a ilusão do El Dourado europeu a desgraçados que fogem da guerra, da violência e da fome, do lado de cá retórica, lágrimas de crocodilo, cinismo: é melhor não existirem meios de vigilância, de salvação para desistirem de se atirarem ao mar, bom argumento para os traficantes atuarem com mais impunidade e intensificarem o negócio da morte.

Vários órgãos da U.E. discutem mais meios e mais dinheiro mas ninguém quer gastar um euro com ruim defunto.

O Norte de África e o Próximo Oriente não estão separados da U.E. pelo Mediterrâneo, estão separados por um século, ou mais, de atraso económico e civilizacional; é este fosso que a U.E. não quer eliminar. A tragédia irá continuar.

 



publicado por pimentaeouro às 21:58
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|

Segunda-feira, 23 de Março de 2015
Estou louco? #1

Um grupo de nove médicos britânicos terá entrado na Síria, em território controlado pelo grupo terrorista Estado Islâmico. As famílias estão a tentar persuadi-los a regressar, mas garantem que os jovens têm motivações humanitárias e não vão pegar em armas.



publicado por pimentaeouro às 01:01
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Sexta-feira, 27 de Fevereiro de 2015
O computador avariou-lhe a cabeça ?

Um programador informático londrino é o decapitador do Estado Islâmico

Amigos e fontes da investigação dizem não ter dúvidas sobre a identidade de "Jihadi John", o homem que surgiu nos primeiros vídeos a decapitar reféns.

 

P.S.

Quando desceu das árvores para a savana, o antepassado do homem teve que tornar-se astuto e, quando, para aumentar a ementa, passou a caçador-recolector a violência passou a fazer parte do seu quotidiano, percebe-se, era a luta pela sobrevivência. Foi assim durante milhões de anos, que deixaram rastos nos genes, e só ontem com a agricultura, a sedentarização, os aglomerados urbanos e uma nova etapa na socialização, os seus comportamentos e hábitos amansaram; a vida nas novas formas sociais exigia comportamentos previsíveis e com pacifismo, embora as guerras não tivessem desaparecido.

Seis milénios de história e refinação de sentimentos foram criando a capa daquilo a que chamamos civilização. Em guerras de campo aberto sempre se matou em nome de um Deus qualquer, coleccionador de horrores.

No final do século XX e neste século renasceu uma forma de barbárie, o terrorismo em nome do islão, que tem um fundo de justificação; as bombas inteligentes ou não matam indiscriminadamente e o Ocidente habituou-se a usalas para satisfazer os seus fins e negócios.  

Não sou historiador de nada e deste terrorismo também não; não compreendo que homens possam decapitar outros homens sejam quais for os motivos: é uma forma de barbárie ignóbil, sem perdão.



publicado por pimentaeouro às 22:30
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|

Segunda-feira, 16 de Fevereiro de 2015
Copenhague

 

 

Desde que os homens se tinham considerado senhores da verdade absoluta, a palavra de Deus elouquecia-os e fazia deles monstros.



publicado por pimentaeouro às 21:50
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|

Sexta-feira, 9 de Janeiro de 2015
Turquemada no Médio Oriente

(homem de tollund enforcado)

O espírito e o ódio são os mesmos, tudo o resto é diferente. O terrorismo de inspiração islâmica veio para ficar  e ninguém sabe quanto terminará, poderá durar décadas e mudar de métodos e tácticas. O terrorismo que hoje flagela cidades ocidentais selecciona alvos mediáticos para ampliar o terror da sua barbárie e é executado com recursos escassos o que torna quase impossível, ou impossível, a sua prevenção.

As motivações são várias; ódio ao Ocidente, económicas, culturais, religiosas, etc. e as relações dos países ocidentais com os países do Médio Oriente, movidas exclusivamente pela exploração do petróleo, fomentam os factores que conduzem ao terrorismo. O clero muçulmano pelo silêncio é cúmplice do terrorismo e também incita à violência nos seus púlpitos: a ignorância implícita na sua pregação impede que o Islão faça o seu Renascimento, como aconteceu no Ocidente, e que por esta via mantenha os privilégios de que beneficia.

 Todos os séculos tem cemitérios de vitimas dos vários terrorismos, é fácil apontar o dedo à Inquisição mas podemos recuar aos alvores da História; os assírios ficaram conhecidos pela sua barbaridade. Por este caminho inverso, temos as várias invasões bárbaras (as incursões de razias escandinavos (Vikingues e de outros povos);  de Atila e outros; a Revolução Francesa; o terrorismo de Estado de Hitler, Estaline, Mao Zedong, etc .

Infelizmente há mais, o Homo Sapiens era violento, muito violento, os que o precederam também, e a violência está inscrita no código genético do homem. Esta é uma pílula muito amarga de engolir.

 

Alguns estudiosos, como Mark Burgess, do Center for Defense Information, traçam as raízes do terrorismo islâmico aos Assassinos, do século XI, uma ordem do xiismoismaelita que tinha como alvo oponentes políticos e religiosos que se interpunham à ideologia sectária do grupo. Ao propor uma continuidade entre as manifestações medievais e modernas do terrorismo islâmico, Burgess identifica um motivo subjacente comum a ambos, mais especificamente uma lealdade a um imperativo divino, bem como táticas semelhantes, tais como a procura consciente do martírio.

O surgimento do terrorismo islâmico moderno tem suas raízes no século XIX.2 O movimento wahhabista, um movimento fundamentalista árabe que foi formado no século XVIII, visava estabelecer um grande grupo de seguidores durante o período, e gradualmente inspirou outros movimentos fundamentalistas durante o século seguinte. Diversas ondas de movimentos terroristas de motivação política surgidos na Europa durante o século XIX (como o Narodnaya Volya, a Irmandade Republicana Irlandesa e a Federação Revolucionária Armênia) e no início do século XX (como o IRA e o Irgun) serviram como inspiração e modelo para os militantes islamitas no decorrer do século XX.3 Durante aGuerra Fria, os Estados Unidos e o Reino Unido apoiaram a ascensão de grupos fundamentalistas no Oriente Médio e na Ásia Meridional como forma de se opor à expansãosoviética na região e como forma de enfraquecer movimentos nacionalistas anti-ocidentais em alguns países.4

Para Burgess, a escalada do terrorismo durante o fim do século XX tem suas raízes em três eventos cruciais ocorridos em torno de 1979: a Revolução Iraniana, o renascimento religioso global que se seguiu ao fim da Guerra Fria, e a retirada soviética do Afeganistão. Estes eventos, segundo ele, teriam sido responsáveis por fazer que alguns grupos recorressem ao terrorismo religioso.5 6 O historiador americano Walter Laqueur descreveu a invasão soviética do Afeganistão como o "gatilho global" do terrorismo islâmico.7



publicado por pimentaeouro às 19:26
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Quinta-feira, 11 de Dezembro de 2014
Ódio e negócios

 

 

Os jiadistas que querem fundar um califado entre e Síria e o Iraque, que entretanto semeiam o terror por onde passam, que degolam ocidentais, também exploram campos de petróleo na Iraque.

Tudo isto que é abominável não impede que empresas ocidentais lhes comprem o petróleo: ódio e negócios uma secular e harmoniosa combinação.



publicado por pimentaeouro às 15:48
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|

Quinta-feira, 11 de Setembro de 2014
11 Setembro

 

 

 

13 anos depois dos ataques terroristas contra as torres gémeas, algumas dúvidas continuam por esclarecer nesta tragédia com mais de 3.000 vitimas inocentes.

Por cá, o costume, bola.



publicado por pimentaeouro às 23:08
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Sábado, 28 de Junho de 2014
O mundo que acabou

 

 

Arquiduque Francisco Fernando e a sua esposa condessa Sofia Chotek .



publicado por pimentaeouro às 23:30
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
posts recentes

De cortar a respiração

O sono da razão #8

Terrorismo milionário

Terrorismo #2

Terrorismo

Paz à sua alma

Guerra individual... para...

Mar e morte

Estou louco? #1

O computador avariou-lhe ...

arquivos
tags

???

ambição

amizade

amor

animais

antropologia

armas

arquitectura

arte

arte biografias

astronomia

ballet

biografias

biologia

blogues

café curto

carttons

ciência

cinema

civilização

clima

comunicação social

corrupção

criminosos

crise financeira

demagogia

demência

demografia

descobrimentos

desemprego

destino

diversos

doenças

dor

economia

eleiçoes

ensaio

ensino

escravatura

escultura

estado

estupidez

eternidade

ética

eu

eutanásia

evolução

família

filosofia

futebol

genocídio

governo

greves

guerra

história

incendios florestais

inquisição

internacional

justiça

literatura

livros

memória

miséria

morte

mulher

mulheres célebres

musica

natureza

natureza humana

paisagens

paleontologia

partidos políticos

patologia ideológica

pátria

pintura

planeta terra

pobreza

poesia

politica

regime político

religião

saudade

saúde

segurança social

sentimentos

sexo

sindicatos

sociedade

sonhos

tecnologia

terrorismo

terrorismo de estado

testamento vital

tristeza

união europeia

universo

velhice

vida

violência

xadrez

todas as tags

favoritos

É xenofobia sim.

Um fantasma

Arte de furtar

Deus existe? #2

Para onde vou?

Sou um San

O Século xx Português

Pater Famílias

Avesso dos Lusíadas #2

links
últ. comentários
Sabia da estratégia do contar das histórias, mas n...
Que seja um bom dia.
Pertence à literatura medieval alemã. Frades liber...
Que maravilha para começar o dia!!!
Teve a sorte de ter uma boa professora e declamado...
Gosto muito deste poema.Tive a sorte de no 10º e n...
Já os vi na televisão e em sonhos :)
Mas teve o trabalho de pesquisa ;)
blogs SAPO
RSS