Conhece-te a ti mesmo... se puderes.
Sábado, 19 de Março de 2016
Vampiros

Não sou miserabilista e acho que o mérito deve ser premiado embora por vezes seja difícil definir o mérito. No caso do senhor António Mexia, administrador da EDP, tem pelo menos um mérito e outros parece ter também: sobrevive a todos os governos, sejam de direita ou de esquerda.

O fulano em 2.015 «ganhou» 2.100.000  euros (5.830 por dia) entre remunerações fixas, variáveis, prémios e outras aldrabice. Em 2.015 arrecadou  quase o dobro do que ensacou em 2.014 e ninguém percebe o que terá acontecido de tão extraordinário na EDP em 2.015 para este aumento astronómico.

O mais complicado de tudo isto é que quem paga é o mexilhão, ou seja, somos todos nós que pagamos estas extravagâncias na conta mensal da EDP.

 

 

OS VAMPIROS
No céu cinzento

Sob o astro mudo
Batendo as asas
Pela noite calada
Vêm em bandos
com pés de veludo
Chupar o sangue
Fresco da manada

A toda a parte
Chegam os vampiros
Poisam nos prédios
Poisam nas calçadas
Trazem no ventre
Despojos antigos
Mas nada os prende
Às vidas acabadas

Eles comem tudo
Eles comem tudo
E não deixam nada 
(Refrão)


São os mordomos
Do universo todo
Senhores à força
Mandadores sem lei
Enchem as tulhas
Bebem vinho novo
Dançam a ronda
No pinhal do rei (Refrão)

No chão do medo
Tombam os vencidos
Ouvem-se os gritos

Na noite abafada
Jazem nos fossos
Vítimas dum credo

E não se esgota
O sangue da manada·

Se alguém se engana
Com o seu ar sisudo
E lhes franqueia
As portas à chegada (Refrão)
 
       
 

 


sinto-me:

publicado por pimentaeouro às 20:30
link do post | comentar | favorito
|

2 comentários:
De A rapariga do autocarro a 25 de Março de 2016 às 20:09
Chamo a isto, meter o dedo num síto e dar a cheirar e ainda gostam!!! O homem tem arte!


De pimentaeouro a 25 de Março de 2016 às 20:55
Muita arte e muita manha.


Comentar post

mais sobre mim
pesquisar
 
posts recentes

Nefertiti

Envelhecer

Nau catrineta #2

Amigo dos animais

Solidariedade

Rainha do Sul

Calamidade

As mil e uma noites

Nunca saberei

Não se troca

arquivos
tags

???

ambição

amizade

amor

animais

antropologia

armas

arquitectura

arte

arte biografias

astronomia

ballet

biografias

biologia

blogues

café curto

carttons

ciência

cinema

civilização

clima

comunicação social

corrupção

criminosos

crise financeira

demagogia

demência

demografia

descobrimentos

desemprego

destino

diversos

doenças

dor

economia

eleiçoes

ensaio

ensino

escravatura

escultura

estado

estupidez

eternidade

ética

eu

eutanásia

evolução

família

filosofia

futebol

genocídio

governo

greves

guerra

história

incendios florestais

inquisição

internacional

justiça

literatura

livros

memória

miséria

morte

mulher

mulheres célebres

musica

natureza

natureza humana

paisagens

paleontologia

partidos políticos

patologia ideológica

pátria

pintura

planeta terra

pobreza

poesia

politica

regime político

religião

saudade

saúde

segurança social

sentimentos

sexo

sindicatos

sociedade

sonhos

tecnologia

terrorismo

terrorismo de estado

testamento vital

tristeza

união europeia

universo

velhice

vida

violência

xadrez

todas as tags

favoritos

Um fantasma

Arte de furtar

Deus existe? #2

Para onde vou?

Sou um San

O Século xx Português

Pater Famílias

Avesso dos Lusíadas #2

links
últ. comentários
O problema é outro, o António tem a mobilidade red...
Estando ele a sentir-se mal, podem ter tido de ir ...
A mulher podia abrir a porta.
Que pena. Talvez ele não tenha vindo por se ter se...
Acho que sim.
Não sabia que existia uma praia assim na Europa
mas se apenas uma pessoa souber, será ainda assim ...
:) ainda bem que não trocam :)
uma enciclopédia.
blogs SAPO
RSS