Conhece-te a ti mesmo... se puderes.
Sexta-feira, 3 de Maio de 2013
Morre-se de amor?

Os românticos do final do século XIX juravam  que sim, hoje a ideia parece-nos disparatada, todavia, às vezes o Diabo faz das suas…

A história anda na minha cabeça há cerca de uns cinco anos, provavelmente  por ser contra a corrente, e passou-se no prédio onde moro. No segundo andar existe uma pequena empresa cujo proprietário era casado e a mulher também trabalhava na empresa.

Alta, elegante, sem ser bonita, com cerca de 40 anos, era uma mulher intelectualmente interessante. Ocasionalmente, conversava com o casal no elevador ou no café do largo.

O cancro, brutalmente, levou-a em pouco mais de três meses. O marido ficou literalmente arrasado. Nos primeiros meses parecia que andava noutro planeta, depois fez tratamento psiquiátrico e melhorou. As melhoras duraram cerca de um ano e a seguir meteu-se no álcool. Novo tratamento psiquiátrico e regressou à normalidade. Entretanto arranjou nova companhia, como uma mulher também elegante.

Os fumos da tragédia pareciam ter desaparecido, mas nova recaída. Deixou a nova companheira e mergulhou na tristeza. Definhava de dia para dia e deixou de trabalhar. Cantaram-me que se reformou antecipadamente e que parece um velho.

Ao contrário do que pensamos, o amor destrói muitas vidas, principalmente, femininas.


tags:

publicado por pimentaeouro às 21:44
link do post | comentar | favorito

4 comentários:
De Fátima Soares a 3 de Maio de 2013 às 22:04
Concordo em absoluto. Dá pena e mói-nos ver estas situações e não se poder fazer nada. Não sei se como diz só a parte feminina seja mais predisposta, mas talvez as mulheres sejam "pasto" verdejante para tal semente. São mais sensíveis quando se envolvem a sério e sem artimanhas (não como muitas conseguem), e se alguém as magoa e desilude isso arrasa-as. E depois há estes casos. A doença. A morte traiçoeira. Tem "graça" que falava, ou pensava em algo semelhante, ao acabar de escrever uma coisa, mas dar o troco nem sempre alivia. POr vezes faz ainda pior. Mas acredito que aundo se ama e essa pessoa é para nós tudo o que se quer, que se definhe e se acabe por ceder tudo até a vida. Mas eu sou também uma romanticóide tonta. No entanto é o que penso. Espero que se sinta melhor. Um beijinho a ambos e bfsemana. Obrigado pela sua amizade.


De pimentaeouro a 4 de Maio de 2013 às 14:51
Cara amiga
A psicologia não chega para explicar o homem, temos 2 milhões de anos no córtex e o homem só deixou de ser caçador a cerca de 30 mil anos.
Quero fazer um post sobre isto.
Grande abraço.


De golimix a 8 de Maio de 2013 às 17:36
Mas o homem ainda continua a ser caçador mas em outras caçadas !Image (desculpe mas li o comentário anterior e não resisti a esta respota)

E acho que sim, que se morre de amor.


De pimentaeouro a 8 de Maio de 2013 às 21:30
Já não é como no tempo de Camilo mas ainda acontece.
Esta história do meu vizinho perturbou-me.
Abraço.


Comentar post

mais sobre mim
pesquisar
 
posts recentes

...

Adriano

Não estamos sós

J 0023

Relogio do Apocalipse

anoma qualquer coisa

Delfos

Evolução ?

3.800 milhões de anos

Xerazade

arquivos
tags

???

ambição

amizade

amor

animais

antropologia

armas

arquitectura

arte

arte biografias

astronomia

ballet

biografias

biologia

blogues

café curto

carttons

ciência

cinema

civilização

clima

corrupção

criminosos

crise financeira

demagogia

demência

demografia

descobrimentos

desemprego

destino

diversos

doenças

dor

economia

eleiçoes

ensino

escravatura

escultura

estado

estupidez

eternidade

ética

eu

eutanásia

evolução

família

filosofia

futebol

genocídio

governo

greves

guerra

história

incendios florestais

inquisição

internacional

justiça

literatura

livros

memória

miséria

mitologia

morte

mulher

mulheres célebres

musica

natureza

natureza humana

paisagens

paleontologia

partidos políticos

patologia ideológica

pátria

pintura

planeta terra

pobreza

poesia

politica

regime político

religião

saudade

saúde

segurança social

sentimentos

sexo

sindicatos

sociedade

sofrimento

sonhos

tecnologia

terrorismo

terrorismo de estado

testamento vital

tristeza

união europeia

universo

velhice

vida

violência

xadrez

todas as tags

favoritos

Anjo

Enamorados

Sonhar

Podem...

Voz da alma

Mentira

Escrever

À luz da lua

Meu amor

Dilemas

links
últ. comentários
Já receava que fosse essa a razão para ter deixado...
Caros bloguers,Encontrei este blog há dias por aca...
Já não era sem tempo!!!
E para quando um novo post por aqui?Tenho sentido ...
Gostei
Igualmente para si e sua família com muitas amend...
E hoje estou a passar por aqui para desejar uma Bo...
Por vezes mais vale consolidar o que já se tem em ...
Felizmente ou não, não estaremos cá para ver.
blogs SAPO
RSS