5 comentários:
De Annallegra a 20 de Maio de 2013 às 23:20
Amo jogar xadrez! Jogo na defensiva, rs. No aniversário de 31 anos da minha irmã viajamos para uma pousada em Cabo Frio, jogamos xadrez todas as noites (muito bom).

AnnaImage


De pimentaeouro a 21 de Maio de 2013 às 00:17
Num post anterior já referi que na adolescência eu e os meus colegas perdíamos noites a jogar xadrez em lugar de andar atrás das raparigas.
Ainda hoje não encontrei explicação para isto.
Resumindo, ganhei lucidez e perdi amores, foi uma derrota.


De Annallegra a 21 de Maio de 2013 às 01:24
Tudo colabora para o bem.Image O amor que  nutri pela a sua esposa é a maior conquista (vitória) da sua vida. Eu também não tenho do que me queixar, rs. Meu esposo não joga xadrez comigo, entretanto, faz de um tudo para me ver feliz. Desejo uma ótima semana: ) Bjs!

AnnaImage  


 


De samokal a 21 de Maio de 2013 às 02:01
Tambem faço parte das pessoas que passaram muitas horas da adolescencia a jogar xadrez, grande tardes e noites... na tropa tambem torna-mos o xadrez uma especie de jogo oficial ... depois , bem depois foi-se perdendo um pouco a magia e agora apenas muito esporádicamente o faço


De pimentaeouro a 22 de Maio de 2013 às 23:27
Quando jogava em Setúbal, com outros colegas, estudavos aberturas, finais de peões, etc. e as partidas de Alekine , campeão mundial, naquela época, refugiado no Estoril.
Depois fui para Torres Novas onde se jogava mal.
A vida obrigou-me a pensar noutras partidas.
Praticamente, deixei de jogar. Ficou a saudade da adolescência.
Cumprimentos.


Comentar post