Conhece-te a ti mesmo... se puderes.
Quinta-feira, 9 de Janeiro de 2014
Para a troika com carinho

New Deal foi uma política de desenvolvimento baseada em pesados investimentos estatais para estimular a recuperação econômica dos EUA, a fim de combater os efeitos da recessão interna que afetava também o mundo.

O conjunto de medidas do New Deal visava aumentar o poder aquisitivo da população, socorrer os desempregados, aumentar o rendimento dos agricultores e organizar grandes obras públicas.

Essa orientação intervencionista do Estado no processo produtivo contradizia toda a tradição liberal dos EUA e, por isso, modificou profundamente as estruturas da sociedade norte-americana.

Roosevelt começou pelo controle do sistema financeiro do país, decretando o embargo do ouro e desvalorizando o dólar, para favorecer as exportações.

A nova política do New Deal estendeu-se a todos os campos da atividade econômica. O incremento à produção industrial foi regulamentado pela Lei de Recuperação da Indústria Nacional, que redefiniu também as relações entre patrões e empregados, estabelecendo o sistema de previdência social.

FRoosevelt e o new dealoi também criado um órgão - Administração de Recuperação Nacional - encarregado da aplicação e controle do programa industrial do governo. Esse órgão estatal induzia os empresários a estabelecer entre si acordos sobre preços, salários e programas de produção, visando à racionalização da economia.

Os empresários que oferecessem resistência à orientação dada poderiam ter suas licenças cassadas. O controle estendeu-se à bolsa de valores e à subscrição das sociedades anônimas.

Objetivando conseguir recursos para o Estado e redistribuir a renda, instaurou-se uma sobretaxa progressiva
de 31% para as rendas anuais acima de 50.000 dólares e de até 75% para as que iam além de 5 milhões.

A Lei de Recuperação da Indústria Nacional determinou a redução das horas de trabalho sem diminuição do salário, procurando, assim, levar a uma maior absorção da mão-de-obra desempregada. Foi criado um salário mínimo nacional e decretada a liberdade de organização sindical e a convenção coletiva de trabalho. Instituiu-se o seguro social, em parte financiado pelos patrões.

Para reanimar a construção civil e combater o desemprego, criou-se o programa da casa própria e aplicaram-se 500 milhões de dólares nos projetos voltados para o re-florestamento e o combate a incêndios e inundações.

Foi abolida a Lei Seca - emenda constitucional adotada em 1920 por pressão dos puritanos - que proibia a fabricação e a comercialização de bebidas alcoólicas, o que fortalecia o crime organizado. E incentivada a produção de vinho e cerveja.

A política agrícola foi regulamentada. O governo assumiu as dívidas dos pequenos proprietários e ofereceu facilidades de créditos e prêmios para os fazendeiros que se engajassem nas metas governamentais, comprometendo-se a comprar os produtos estocados. Processou-se também a eletrificação rural e muitos agricultores foram transferidos para áreas mais produtivas.

A execução do New Deal contou com uma forte oposição dos industriais e dos setores conservadores da sociedade norte-americana, que denunciavam a intervenção do Estado na economia como um processo de socialização da vida nacional.

No entanto, foi o programa de Roosevelt que fortaleceu e consolidou o sistema capitalista no país. Nos anos de sua aplicação, o grande capital passou por um intenso processo de desenvolvimento e concentração, enquanto as pequenas empresas eram eliminadas ou absorvidas. No final da década de 1930, três companhias produziam 80% dos automóveis do país, enquanto outras três eram responsáveis pela produção de 60% do aço.

Em síntese, o New Deal criava o "capitalismo monopolista de Estado", pelo qual a administração pública intervinha na economia de mercado das seguintes maneiras:

  • como contratante, isto é, o Estado contratava empresas para vender produtos ou prestar serviços ao governo ou à nação;
  • o Estado comprava os excedentes agrícolas e industriais armazenados pela falta de demanda de mercado, pagando preços justos e evitando as falências empresariais. Em contrapartida, eram fixadas cotas decrescentes de produção para adequar mercado e atividade econômica;
  • o Estado promoveria obras públicas para dar empregos e recuperar empresas;
  • criava-se um sistema previdenciário para ajudar os desempregados e socorrer aposentados;
  • por fim, o Estado forçava os bancos a adiar as cobranças das hipotecas, impedindo que a tragédia sócio-econômica-financeira se abatesse sobre os pequenos proprietários rurais.

A política do New Deal ganhou maior impulso com a participação dos EUA na Segunda Guerra Mundial, da qual o país emergiu como a maior potência do pós-guerra, financiando, com o capital acumulado, a recuperação econômica da Europa Ocidental e do Japão, que ficariam sujeitos à interferência norte-americana no novo arranjo geopolítico mundial.

Por: Renan Bardine

 

 

P.S. E para Passos Coelho também.
 



publicado por pimentaeouro às 23:50
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
posts recentes

...

Adriano

Não estamos sós

J 0023

Relogio do Apocalipse

anoma qualquer coisa

Delfos

Evolução ?

3.800 milhões de anos

Xerazade

arquivos
tags

???

ambição

amizade

amor

animais

antropologia

armas

arquitectura

arte

arte biografias

astronomia

ballet

biografias

biologia

blogues

café curto

carttons

ciência

cinema

civilização

clima

corrupção

criminosos

crise financeira

demagogia

demência

demografia

descobrimentos

desemprego

destino

diversos

doenças

dor

economia

eleiçoes

ensino

escravatura

escultura

estado

estupidez

eternidade

ética

eu

eutanásia

evolução

família

filosofia

futebol

genocídio

governo

greves

guerra

história

incendios florestais

inquisição

internacional

justiça

literatura

livros

memória

miséria

mitologia

morte

mulher

mulheres célebres

musica

natureza

natureza humana

paisagens

paleontologia

partidos políticos

patologia ideológica

pátria

pintura

planeta terra

pobreza

poesia

politica

regime político

religião

saudade

saúde

segurança social

sentimentos

sexo

sindicatos

sociedade

sofrimento

sonhos

tecnologia

terrorismo

terrorismo de estado

testamento vital

tristeza

união europeia

universo

velhice

vida

violência

xadrez

todas as tags

favoritos

Anjo

Enamorados

Sonhar

Podem...

Voz da alma

Mentira

Escrever

À luz da lua

Meu amor

Dilemas

links
últ. comentários
Já receava que fosse essa a razão para ter deixado...
Caros bloguers,Encontrei este blog há dias por aca...
Já não era sem tempo!!!
E para quando um novo post por aqui?Tenho sentido ...
Gostei
Igualmente para si e sua família com muitas amend...
E hoje estou a passar por aqui para desejar uma Bo...
Por vezes mais vale consolidar o que já se tem em ...
Felizmente ou não, não estaremos cá para ver.
blogs SAPO
RSS