Conhece-te a ti mesmo... se puderes.
Sábado, 17 de Fevereiro de 2018
Engels

 Friedrich Engels (1820-1895) foi um filósofo social e político alemão. Teve papel de destaque no desenvolvimento do marxismo. Colaborador e amigo de Karl Marx, publicou os volumes II e III da obra "O Capital", de Marx.

Friedrich Engels (1820-1895) nasceu em Barmen, distrito de Wuppertal, na Alemanha, no dia 28 de novembro de 1820. Filho de rico industrial alemão cursou a escola secundária, mas não chegou a conclui-la, sendo levado pelo pai para trabalhar no escritório das empresas. Logo se impressionou com a miséria em que viviam os trabalhadores da fábrica da família.

Usando o pseudônimo de Friedrich Oswald, escreveu artigos que o levaram a frequentar o Clube dos Doutores, e se tornar amigo de Karl Max. Foi também atraído pelo movimento dos “Jovens Hegelianos” ou “Hegelianos de Esquerda”, criado após a morte do filósofo Hegel, e representado pelo teólogo David Strauss, o historiador e teólogo Bruno Bauer, o anarquista Max Stirner, entre outros, que procuravam tirar conclusões radicais da filosofia de Hegel e fundamentar a necessidade de transformação da burguesia alemã.

Entre 1841 e 1842 Engels serviu como voluntário num regimento de artilharia em Berlim. Ainda em 1842 é enviado por seu pai para Manchester, na Inglaterra, para trabalhar na fábrica de linhas de costura. Assume por um tempo a direção da fábrica e suas observações dessa época formaram a base para escrever “A Situação da Classe Trabalhadora na Inglaterra”. Em 1844 Engels publica “A Origem da Família, da Propriedade Privada e do Estado”. Nesse mesmo ano rompe com os Hegelianos de esquerda e junto com Max critica a natureza idealista do grupo, nas obras “A Sagrada Família” (1844) e “Ideologia Alemã” (1845-46).

Em 1848, uma onda revolucionária toma conta da Europa. Entre os combatentes consolidava-se o proletariado, que empobrecidos sob os efeitos da Revolução Industrial, formavam uma massa desprovida de projeto político consistente, capaz de alterar sua própria condição. Nesse cenário, foi lançado o “Manifesto Comunista”, escrito por Max e Engels, que fornecia as bases para a organização proletária.

O Socialismo Científico, idealizado por Max e Angels, assim denominado porque não procurava construir abstratamente uma sociedade ideal, mas baseando-se na análise das realidades econômicas, da evolução histórica e do capitalismo, formula leis e princípios determinantes da História em direção a uma sociedade sem classe e igualitária.

Nos escritos de Max e de Friedrich Engels, particularmente em “O Manifesto Comunista”, (1848), “Crítica da Economia Política” (1859) e “O Capital” (1867), os filósofos criticam a sociedade capitalista e rejeitam o Socialismo Utópico, considerando que a sociedade de cada época é determinada pelas condições econômicas. Após a morte de Max, em 1883, Engels se encarregou de publicar o II e o III volumes de “O Capital”, obra que causaria nas décadas seguintes uma revolução na Economia e nas Ciências Sociais.

Friedrich Engels faleceu em Londres, Inglaterra, no dia 5 de agosto de 1895.

 


publicado por pimentaeouro às 22:18
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
posts recentes

...

Adriano

Não estamos sós

J 0023

Relogio do Apocalipse

anoma qualquer coisa

Delfos

Evolução ?

3.800 milhões de anos

Xerazade

arquivos
tags

???

ambição

amizade

amor

animais

antropologia

armas

arquitectura

arte

arte biografias

astronomia

ballet

biografias

biologia

blogues

café curto

carttons

ciência

cinema

civilização

clima

corrupção

criminosos

crise financeira

demagogia

demência

demografia

descobrimentos

desemprego

destino

diversos

doenças

dor

economia

eleiçoes

ensino

escravatura

escultura

estado

estupidez

eternidade

ética

eu

eutanásia

evolução

família

filosofia

futebol

genocídio

governo

greves

guerra

história

incendios florestais

inquisição

internacional

justiça

literatura

livros

memória

miséria

mitologia

morte

mulher

mulheres célebres

musica

natureza

natureza humana

paisagens

paleontologia

partidos políticos

patologia ideológica

pátria

pintura

planeta terra

pobreza

poesia

politica

regime político

religião

saudade

saúde

segurança social

sentimentos

sexo

sindicatos

sociedade

sofrimento

sonhos

tecnologia

terrorismo

terrorismo de estado

testamento vital

tristeza

união europeia

universo

velhice

vida

violência

xadrez

todas as tags

favoritos

Anjo

Enamorados

Sonhar

Podem...

Voz da alma

Mentira

Escrever

À luz da lua

Meu amor

Dilemas

links
últ. comentários
E para quando um novo post por aqui?Tenho sentido ...
Gostei
Igualmente para si e sua família com muitas amend...
E hoje estou a passar por aqui para desejar uma Bo...
Por vezes mais vale consolidar o que já se tem em ...
Felizmente ou não, não estaremos cá para ver.
É duvidoso que seja.
Daqui a 100 anos, será uma lista tão grande, mas t...
Completamente! O suposto inteligente!!!
blogs SAPO
RSS