Conhece-te a ti mesmo... se puderes.
Terça-feira, 6 de Fevereiro de 2018
Marechal Saldanha

 João Carlos Gregório Domingos Vicente Francisco de Saldanha Oliveira e Daun Lisboa17 de novembro de 1790 — Londres20 de novembro de 1876), 1.º conde, 1.º marquês e 1.º duque de Saldanha, também conhecido por Marechal Saldanha, foi um oficial do Exército Português, no qual atingiu o posto de marechal, diplomata e um dos políticos dominantes do século XIXem Portugal, com uma carreira política que se iniciou na Guerra Civil Portuguesa (1828-1834) e só terminou com a sua morte em 1876. A sua longa carreira política, e os cargos de relevo que exerceu, fizeram dele o mais importante homem de estado do período da monarquia constitucional portuguesa,[1] influenciando de forma substancial o rumo dos acontecimentos políticos em Portugal ao longo de meio século. Entre outros cargos e honrarias, foi marechal general do exército, par do reino, conselheiro de estado efetivo, ministro plenipotenciário em Londres, mordomo-mor da Casa Real, vogal do Supremo Conselho de Justiça Militar, vinte e quatro vezes ministro,[carece de fontes] assumindo designadamente as pastas da Guerra e dos Negócios da Fazenda, e, por quatro vezes, presidente do Conselho de Ministros de Portugal (em 1835, 1846—1849, 1851—1856 e em 1870).[2] Dedicou-se ao estudo de temas filosóficos e foi um dos pioneiros da homeopatia em Portugal. O marechal duque de Saldanha é lembrado na toponímia de inúmeras povoações e por um monumento nacional, na Praça Duque de Saldanha, em Lisboa, inaugurado a 18 de fevereiro de 1909 com imponente solenidade.[3]

 

Em algumas zonas do país as temperaturas podem chegar aos 7 graus negativos

O sol de inverno das últimas semanas serviu para amenizar os meses mais frios e com os dias já a crescer, quase que já se conseguia sentir os sinais de primavera. Mas não. O frio previsto para os próximos dias relembra os portugueses que estamos em fevereiro e que, por isso, as temperaturas são para ser baixas.

Até dia 9, sexta-feira, todo o país vai estar sob temperaturas especialmente baixas. Aliás, segundo Patrícia Gomes, meteorologista do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), o frio já começou no fim de semana, mas a próxima madrugada deu o início para o período mais crítico.

Apesar do frio afetar todo o país, as temperaturas vão ser especialmente baixas no interior, com as regiões de Trás-os-Montes, Beira Alta e Beira Baixa a chegar aos seis graus negativos e com máximas que, nalgumas zonas podem nem ultrapassar os zero gruas. As Penhas Douradas chegam mesmo aos sete graus negativos de temperatura mínima na terça e quinta-feira.



publicado por pimentaeouro às 09:42
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
posts recentes

...

Adriano

Não estamos sós

J 0023

Relogio do Apocalipse

anoma qualquer coisa

Delfos

Evolução ?

3.800 milhões de anos

Xerazade

arquivos
tags

???

ambição

amizade

amor

animais

antropologia

armas

arquitectura

arte

arte biografias

astronomia

ballet

biografias

biologia

blogues

café curto

carttons

ciência

cinema

civilização

clima

corrupção

criminosos

crise financeira

demagogia

demência

demografia

descobrimentos

desemprego

destino

diversos

doenças

dor

economia

eleiçoes

ensino

escravatura

escultura

estado

estupidez

eternidade

ética

eu

eutanásia

evolução

família

filosofia

futebol

genocídio

governo

greves

guerra

história

incendios florestais

inquisição

internacional

justiça

literatura

livros

memória

miséria

mitologia

morte

mulher

mulheres célebres

musica

natureza

natureza humana

paisagens

paleontologia

partidos políticos

patologia ideológica

pátria

pintura

planeta terra

pobreza

poesia

politica

regime político

religião

saudade

saúde

segurança social

sentimentos

sexo

sindicatos

sociedade

sofrimento

sonhos

tecnologia

terrorismo

terrorismo de estado

testamento vital

tristeza

união europeia

universo

velhice

vida

violência

xadrez

todas as tags

favoritos

Anjo

Enamorados

Sonhar

Podem...

Voz da alma

Mentira

Escrever

À luz da lua

Meu amor

Dilemas

links
últ. comentários
Já não era sem tempo!!!
E para quando um novo post por aqui?Tenho sentido ...
Gostei
Igualmente para si e sua família com muitas amend...
E hoje estou a passar por aqui para desejar uma Bo...
Por vezes mais vale consolidar o que já se tem em ...
Felizmente ou não, não estaremos cá para ver.
É duvidoso que seja.
Daqui a 100 anos, será uma lista tão grande, mas t...
blogs SAPO
RSS