Conhece-te a ti mesmo... se puderes.
Terça-feira, 5 de Dezembro de 2017
Perplexo

As civilizações são formadas por camadas sucessivas de capital social que as gerações do presente legam às vindouras. Cada geração que nasce beneficia e é condicionada por esse capital que por seu torno irá renovar para as gerações que lhe sucederão. Cada um de nós usufrui do edifício social e deixa-lhe um pequeno tijolo para os nossos descendentes: este fluir da História é independente da nossa vontade individual e as excepções são os indivíduos de mau caracter ou mal formados que estragam em lugar construir ou os homens excepcionais que estão à frente do seu tempo.

Vem isto a propósito daquilo que eu recebi da sociedade e do legado que vou deixar. Conscientemente, contra a minha vontade, nunca imaginei que iria legar aos meus descendentes uma sociedade baseada na especulação desenfreda e no capital selvagem. A sociedade bafienta que eu recebi, forjada por Salazar, com a cumplicidade da Igreja Católica, não era flor que se cheirasse e eu acabei por tomar consciência da sua iniquidade .

Eu não mereço ser espoliado na minha pensão de reforma ( já lá iremos) e os trabalhadores não merecem ser explorados com salários de miséria, atirados para o desemprego,  e os jovens empurrados para a emigração porque o país, governado por cliques políticas incompetentes e gananciosas e por caciques mesquinhos, os empurra para a emigração, para longe, quanto mais longe melhor. Eu não trabalhei para construir esta sociedade onde, poderes ocultos, do capital e da finança, mandam  em países inteiros. Tenho uma pátria pequena mas quero-a independente.

Será pedir muito?



publicado por pimentaeouro às 18:40
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
posts recentes

...

Adriano

Não estamos sós

J 0023

Relogio do Apocalipse

anoma qualquer coisa

Delfos

Evolução ?

3.800 milhões de anos

Xerazade

arquivos
tags

???

ambição

amizade

amor

animais

antropologia

armas

arquitectura

arte

arte biografias

astronomia

ballet

biografias

biologia

blogues

café curto

carttons

ciência

cinema

civilização

clima

corrupção

criminosos

crise financeira

demagogia

demência

demografia

descobrimentos

desemprego

destino

diversos

doenças

dor

economia

eleiçoes

ensino

escravatura

escultura

estado

estupidez

eternidade

ética

eu

eutanásia

evolução

família

filosofia

futebol

genocídio

governo

greves

guerra

história

incendios florestais

inquisição

internacional

justiça

literatura

livros

memória

miséria

mitologia

morte

mulher

mulheres célebres

musica

natureza

natureza humana

paisagens

paleontologia

partidos políticos

patologia ideológica

pátria

pintura

planeta terra

pobreza

poesia

politica

regime político

religião

saudade

saúde

segurança social

sentimentos

sexo

sindicatos

sociedade

sofrimento

sonhos

tecnologia

terrorismo

terrorismo de estado

testamento vital

tristeza

união europeia

universo

velhice

vida

violência

xadrez

todas as tags

favoritos

Anjo

Enamorados

Sonhar

Podem...

Voz da alma

Mentira

Escrever

À luz da lua

Meu amor

Dilemas

links
últ. comentários
Já receava que fosse essa a razão para ter deixado...
Caros bloguers,Encontrei este blog há dias por aca...
Já não era sem tempo!!!
E para quando um novo post por aqui?Tenho sentido ...
Gostei
Igualmente para si e sua família com muitas amend...
E hoje estou a passar por aqui para desejar uma Bo...
Por vezes mais vale consolidar o que já se tem em ...
Felizmente ou não, não estaremos cá para ver.
blogs SAPO
RSS