Conhece-te a ti mesmo... se puderes.
Sexta-feira, 13 de Fevereiro de 2015
São Valentim #2

Não conheço detalhes, pormenores, apenas as linhas gerais da história de vida de um casal que conheço há 40 anos.

Ela tirou o curso de História,  a seguir ao 25 de Abril, e foi para o Ensino, ele tirou o curso de Direito, que nunca exerceu, mas tinha uma profissão invulgar, fiscaliza os camiões com mercadoria que importavamos e era bem renumerado, bem acima da média.

Ela é pragmática, terra a terra, com uma linguagem sem rodriguinhos; ele é sofisticado, veste com elegância e tem ar de cavalheiro, seja o que isso for.

Quando casaram, ela tinha um filho do anterior casamento que ele nunca autorizou que entrasse em casa. Tiveram dois filhos que ele educou com cinto; oferecia-lhe joias em ouro, caras, e batia-lhe!

Vistos de fora, parecem um casal normal de coabitação pacífica. Ainda hoje não compreendo como ela aceitou duas violências; não poder receber o filho na sua casa nova e sujeitar-se a maus tratos físicos.

Lamento que a minha história de São Valentim não seja cor de rosa mas a vida é como é.

 



publicado por pimentaeouro às 22:17
link do post | comentar | favorito

5 comentários:
De poetazarolho a 14 de Fevereiro de 2015 às 09:10
Vida é assim porque sim
Tem caminhos tortuosos
Ó meu rico São Valentim
Ameniza os mais dolorosos.


De blackened a 14 de Fevereiro de 2015 às 20:53
Eu acho que muitas vezes nestas histórias não é o amor que fala mais alto... mas sim o medo de ficar sozinho.


De pimentaeouro a 14 de Fevereiro de 2015 às 22:46
Talvez seja o medo da solidão, talvez tenha outras causas, não sei.


De Cris a 15 de Fevereiro de 2015 às 20:48
Sim, de facto, é algo que não compreendo, o ter aguentado essas duas violências. Não me parece que haja aí muito amor para ser celebrado...


De pimentaeouro a 15 de Fevereiro de 2015 às 22:07
Não se trata de pessoas indiferenciadas, ambos tiraram licenciaturas.
A imagem que tenho dela não encaixa com os factos da vida doméstica. Quanto a ele percebi que a mascara polida que usa disfarça um homem mesquinho.
Como é de calcular os filhos meteram-se na droga: uma vida digna de Dante.


Comentar post

mais sobre mim
pesquisar
 
posts recentes

...

Adriano

Não estamos sós

J 0023

Relogio do Apocalipse

anoma qualquer coisa

Delfos

Evolução ?

3.800 milhões de anos

Xerazade

arquivos
tags

???

ambição

amizade

amor

animais

antropologia

armas

arquitectura

arte

arte biografias

astronomia

ballet

biografias

biologia

blogues

café curto

carttons

ciência

cinema

civilização

clima

corrupção

criminosos

crise financeira

demagogia

demência

demografia

descobrimentos

desemprego

destino

diversos

doenças

dor

economia

eleiçoes

ensino

escravatura

escultura

estado

estupidez

eternidade

ética

eu

eutanásia

evolução

família

filosofia

futebol

genocídio

governo

greves

guerra

história

incendios florestais

inquisição

internacional

justiça

literatura

livros

memória

miséria

mitologia

morte

mulher

mulheres célebres

musica

natureza

natureza humana

paisagens

paleontologia

partidos políticos

patologia ideológica

pátria

pintura

planeta terra

pobreza

poesia

politica

regime político

religião

saudade

saúde

segurança social

sentimentos

sexo

sindicatos

sociedade

sofrimento

sonhos

tecnologia

terrorismo

terrorismo de estado

testamento vital

tristeza

união europeia

universo

velhice

vida

violência

xadrez

todas as tags

favoritos

Anjo

Enamorados

Sonhar

Podem...

Voz da alma

Mentira

Escrever

À luz da lua

Meu amor

Dilemas

links
últ. comentários
Já receava que fosse essa a razão para ter deixado...
Caros bloguers,Encontrei este blog há dias por aca...
Já não era sem tempo!!!
E para quando um novo post por aqui?Tenho sentido ...
Gostei
Igualmente para si e sua família com muitas amend...
E hoje estou a passar por aqui para desejar uma Bo...
Por vezes mais vale consolidar o que já se tem em ...
Felizmente ou não, não estaremos cá para ver.
blogs SAPO
RSS