De Ametista a 13 de Abril de 2016 às 20:58
Bonito, mas imensamente triste. Deixou-me a pensar... e pergunto ao destino a razão das separações, mas não obtenho resposta.
Amigo João, o amor é um drama quando verdadeiro. E a vida faz questão de ironizar. O que nos espera? Desejo que se dêem reencontros...

Grande abraço


De pimentaeouro a 14 de Abril de 2016 às 20:26
Cara amiga Leonor,
O acaso tem mais influencia nas nossas vidas do que pensamos e não dá resposta às nossas dúvidas e angústias, e omnisciente.
O amor é fogo que arde sem se ver, aparece sem nos avisar e retira-se sem pedir autorização, já foram dadas mil e uma definições do amor e eu não tenho nenhuma; amar e ser amado é tudo que desejamos, banalidades que todos sabem.
Quanto à tristeza, acompanha-me desde que me conheço, desde a infância e habituei-me a viver com ela.
Com pouca prudência , adiei várias coisas para realizar quando estivesse reformado mas a reforma cortou-me as pernas. Nunca imaginei que a minha velhice fosse tão amarga e dolorosa, tão triste, mais uma vez.
O tempo dos reencontros já passou.


Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres