Conhece-te a ti mesmo... se puderes.
Sábado, 23 de Agosto de 2014
Uma luz ao fundo do tunel

 

 

 

Finalmente, depois de um ano de procura, eu e a minha mulher conseguimos arranjar um fornecedor de canábis. Trata-se de um produto natural que, por imposição de alguns lóbis, industria farmacêutica, médicos e outros, encontra-se ilegalizada em muitos países.

Há cerca de seis anos que a minha mulher sofre de neuropatia periférica, uma doença rara, que se tem agravado progressivamente. A neuropatia provoca dor crónica e não existe medicação especifica, os últimos dois anos foram dramáticos, com a dor a aumentar em crescendo.

Estando cientificamente provado que o canábis diminui a dor em muitas doenças é quase criminoso que a sua venda seja proibida: milhares e milhares de doentes sofrem desnecessariamente de vários tipos de dor, incluindo a dor crónica. Também os doentes terminais estão impedidos de morrer com dignidade e sem dor.

É um problema humanitário que uma nuvem de interesses ocultos e de hipócrisia cumplice mantem na ilegalidade: é uma imoralidade sem perdão.



publicado por pimentaeouro às 01:51
link do post | comentar | favorito (1)

2 comentários:
De Ametista a 24 de Agosto de 2014 às 23:47
Amigo João,
Espero que consigam minimizar a dor.. o resto não interessa nada (querem lá eles saber!)
A mensagem é breve porque, para além de ter net e não ter, um problema junto à articulação na zona do fémur surgiu e, como deve calcular, não tem sido fácil.
Nunca me esqueço de si e de toda a situação por que está a passar..
Um grande abraço e as melhoras


De pimentaeouro a 25 de Agosto de 2014 às 00:16
Amiga Leonor,
Foi uma luta complicada, até a Espanha tivemos que ir.
Felizmente não tivemos que entrar no circuito, muito arriscado, dos passadores clandestinos.
Agora é necessária a aprendizagens das doses equilibradas para evitar a «pedrada».
Fiquei espantado com a rapidez de acção do canabis , é quase instantâneo , a dor já diminuiu cerca de 80%.
Nem tudo são rosas, o canabis não cura a doença e cria  dependência. Existe também o problema do preço.
A sua doença surpreende-me, normalmente surge numa idade mais avançada. Os problemas nas articulações são dolorosos e incapacitantes.
Desculpe ter-me alongado com as doenças. Espero ganhar folego para voltar a pensar e escrever.
Desejo as sua melhoras e agradeço a amizade que me tem dispensado.
Um grande abraço.


Comentar post

mais sobre mim
pesquisar
 
posts recentes

...

Adriano

Não estamos sós

J 0023

Relogio do Apocalipse

anoma qualquer coisa

Delfos

Evolução ?

3.800 milhões de anos

Xerazade

arquivos
tags

???

ambição

amizade

amor

animais

antropologia

armas

arquitectura

arte

arte biografias

astronomia

ballet

biografias

biologia

blogues

café curto

carttons

ciência

cinema

civilização

clima

corrupção

criminosos

crise financeira

demagogia

demência

demografia

descobrimentos

desemprego

destino

diversos

doenças

dor

economia

eleiçoes

ensino

escravatura

escultura

estado

estupidez

eternidade

ética

eu

eutanásia

evolução

família

filosofia

futebol

genocídio

governo

greves

guerra

história

incendios florestais

inquisição

internacional

justiça

literatura

livros

memória

miséria

mitologia

morte

mulher

mulheres célebres

musica

natureza

natureza humana

paisagens

paleontologia

partidos políticos

patologia ideológica

pátria

pintura

planeta terra

pobreza

poesia

politica

regime político

religião

saudade

saúde

segurança social

sentimentos

sexo

sindicatos

sociedade

sofrimento

sonhos

tecnologia

terrorismo

terrorismo de estado

testamento vital

tristeza

união europeia

universo

velhice

vida

violência

xadrez

todas as tags

favoritos

Anjo

Enamorados

Sonhar

Podem...

Voz da alma

Mentira

Escrever

À luz da lua

Meu amor

Dilemas

links
últ. comentários
Já receava que fosse essa a razão para ter deixado...
Caros bloguers,Encontrei este blog há dias por aca...
Já não era sem tempo!!!
E para quando um novo post por aqui?Tenho sentido ...
Gostei
Igualmente para si e sua família com muitas amend...
E hoje estou a passar por aqui para desejar uma Bo...
Por vezes mais vale consolidar o que já se tem em ...
Felizmente ou não, não estaremos cá para ver.
blogs SAPO
RSS