Conhece-te a ti mesmo... se puderes.
Terça-feira, 30 de Dezembro de 2014
Xadrez, partida imortal

Partida Imortal de Anderssen

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
 
 
Animação do Jogo.
Este artigo usa a notação algébrica para descrever os movimentos do xadrez.


A Imortal foi um uma partida de xadrez disputada em 1851 por Adolf Anderssen e Lionel Kieseritzky, sendo considerada uma das partidas mais famosas já disputadas.

 

 

Descrição Geral[editar | editar código-fonte]

Adolf Anderssen foi um dos mais fortes jogadores de seu tempo e foi considerado, por muitos, candidato a campeão do mundo depois de vencer o Campeonato Londrino de Xadrez.

Lionel Kieseritzky viveu na França boa parte de sua vida, onde deu aulas de xadrez e jogos xadrez por cinco francos a hora no Café de la Regence em Paris. Kieseritzky era conhecido por ser capaz de bater outros jogadores hábeis (porém de nível mais baixo) mesmo estando em posição inferior, por exemplo, jogando sem a dama.

Disputada entre dois grandes jogadores no Simpson's-in-the-Strand Divan em Londres, a Partida Imortal foi um jogo informal disputado durante um intervalo num campeonato formal. Kieseritzky ficou muito impressionado quando o jogo acabou e telegrafou os movimentos do jogo para seu clube de xadrez parisiano. A revista de xadrez francesa La Regence publicou o jogo em julho de 1851. Mais tarde, em 1855, a partida foi apelidada de "Partida Imortal" pelo Austríaco Ernst Falkbeer.

Depois de algum tempo a Partida Imortal reapareceu de vários modos pouco usuais. A cidade de Marostica, na Itália, vem refazendo o jogo com pessoas reais, vestidas como peças de xadrez, todo ano desde 2 de Setembro de 1923. A posição do jogo após o 20º movimento está em um selo de 1984 do Suriname. A parte final do jogo foi usado como inspiração para o jogo de xadrez no filme de ficção científica de 1982 Blade Runner. Ela também foi a base para uma história de detetive com o mesmo nome escrita por Mark Coggins.

Este jogo é uma ótima demonstração do estilo de xadrez do século XIX, onde o rápido desenvolvimento e ataque eram considerados os melhores métodos para a vitória, onde muitos gambitos e contra-gambitos eram oferecidos (e não aceitá-los era considerado um tanto pouco cavalheiresco), onde material era freqüentemente adquirido sem haver medição das conseqüências da captura. Esse jogos, com seus rápidos ataques e contra-ataques, eram freqüentemente reproduzidos como forma de entretenimento, mesmo que hoje alguns dos movimentos não sejam mais considerados eficientes.

Nesta partida, Anderssen vence apesar de ter sacrificado um bispo no movimento 11, ambas as torres a partir do movimento 18 e a dama no movimento 22 para conseguir aplicar um xeque-mate. Ele ofereceu duas peças mostrando que duas peças ativas são melhores que uma dúzia de peças, por assim dizer, adormecidas nas suas casas iniciais. Anderssen depois demonstrou o mesmo tipo de tática na Partida Sempreviva.

O jogo será apresentado a seguir na notação algébrica do xadrez. Algumas versões anteriormente publicadas do jogo podem ter apresentado erros como descrito nas anotações.

Anotação e comentários sobre o jogo[editar | editar código-fonte]

Brancas: Adolf Anderssen
Pretas: Lionel Kieseritzky
Abertura: Gambito do rei, C33
Notas traduzidas da Wikipedia em inglês ligeiramente alteradas pelo autor deste artigo, ver referências para fontes.

 

1. e4 e5 2. f4

O gambito do rei: Anderssen ofecere seu peão em troca de um melhor desenvolvimento e ganho de tempo. Esta abertura foi famosa no século XIX, mas não é tão jogada hoje, pois sistemas modernos permitem às pretas um desenvolvimento razoável de forma que o ganho de um tempo não compensa a perda do peão o que pode levar as brancas a perder o final.

2...exf4

Kieseritsky aceita o gambito; esta variante é chamada de gambito do rei aceito.

3. Bc4 Dh4+

Este movimento das pretas em resposta ao incomum Bc4 das brancas força o rei das brancas a sair de sua posição inicial impedindo o roque; ainda assim, a dama preta está mal posicionada, o que pode levar as pretas a perder tempo protegendo a rainha. Uma linha semelhante (3.d4 Dh4+) foi bastante jogada por Steinitz, que pregava que um desenvolvimento rápido é mais importante que um rei bem protegido.

Os comentários de John Savard diziam que os movimento reais foram:3.... b5 4. Bxb5 Dh4+ 5. Rf1 que no fim resulta na mesma posição.De qualquer forma, nenhum outro trabalho descreve essa seqüência de movimento, o que leva à conclusão de que Savard se enganou.

Começo de um tabuleiro de xadrez. a b c d e f g h  
8 torre preta em a8 cavalo preto em b8 bispo preto em c8 rei preto em e8 bispo preto em f8 cavalo preto em g8 torre preta em h8 8
7 peão preto em a7 peão preto em c7 peão preto em d7 peão preto em f7 peão preto em g7 peão preto em h7 7
6 6
5 peão preto em b5 5
4 bispo branco em c4 peão branco em e4 peão preto em f4 dama preta em h4 4
3 3
2 peão branco em a2 peão branco em b2 peão branco em c2 peão branco em d2 peão branco em g2 peão branco em h2 2
1 torre branca em a1 cavalo branco em b1 bispo branco em c1 dama branca em d1 rei branco em f1 cavalo branco em g1 torre branca em h1 1
  a b c d e f g h Fim do tabuleiro de xadrez.
Posição após 4... b5?
4. Rf1 b5?!

Este é o Gambito Bryan, denominado assim em homenagem a Thomas Jefferson Bryan. Não é considerado um bom movimento pelos jogadores modernos.1

5. Bxb5 Cf6 6. Cf3

Este costuma ser um movimento de desenvolvimento comum em outras linhas do gambito do rei, porém o cavalo agora ataca a rainha preta forçando as pretas a protegê-la e perder um tempo no seu desenvolvimento.2 3 4

6...Dh6 7. d3

Com este movimento as brancas conseguem um domínio sólido do centro do tabuleiro. O Grande Mestre alemão Robert Huebnerrecomenda porém 7. Cc3.

7...Ch5

Ameaçando o movimento Cg3+, e protegendo o peão na f4. Porém, este movimento também posiciona o cavalo numa coluna lateral do tabuleiro, onde um cavalo é menos eficiente por controlar menos casas.

8. Ch4 Dg5

John Savard dizia que o lance jogado foi 8.... c6, mas essa suposição é tida como um erro nos documentos de Savard também. Kieseritzky disse posteriormente que Dg5 não foi "o movimento certo".5


tags:

publicado por pimentaeouro às 22:30
link do post | comentar | favorito

2 comentários:
De golimix a 31 de Dezembro de 2014 às 12:02
Gostava de saber jogar, mas só sei que o cavalo anda em L!

Ah! Que 2015 lhe sorria


De pimentaeouro a 31 de Dezembro de 2014 às 12:45
Joga em L para a direita, para a esquerda e para trás. É um bom saltador.
Que haja Sol por aí.


Comentar post

mais sobre mim
pesquisar
 
posts recentes

...

Adriano

Não estamos sós

J 0023

Relogio do Apocalipse

anoma qualquer coisa

Delfos

Evolução ?

3.800 milhões de anos

Xerazade

arquivos
tags

???

ambição

amizade

amor

animais

antropologia

armas

arquitectura

arte

arte biografias

astronomia

ballet

biografias

biologia

blogues

café curto

carttons

ciência

cinema

civilização

clima

corrupção

criminosos

crise financeira

demagogia

demência

demografia

descobrimentos

desemprego

destino

diversos

doenças

dor

economia

eleiçoes

ensino

escravatura

escultura

estado

estupidez

eternidade

ética

eu

eutanásia

evolução

família

filosofia

futebol

genocídio

governo

greves

guerra

história

incendios florestais

inquisição

internacional

justiça

literatura

livros

memória

miséria

mitologia

morte

mulher

mulheres célebres

musica

natureza

natureza humana

paisagens

paleontologia

partidos políticos

patologia ideológica

pátria

pintura

planeta terra

pobreza

poesia

politica

regime político

religião

saudade

saúde

segurança social

sentimentos

sexo

sindicatos

sociedade

sofrimento

sonhos

tecnologia

terrorismo

terrorismo de estado

testamento vital

tristeza

união europeia

universo

velhice

vida

violência

xadrez

todas as tags

favoritos

Anjo

Enamorados

Sonhar

Podem...

Voz da alma

Mentira

Escrever

À luz da lua

Meu amor

Dilemas

links
últ. comentários
Já receava que fosse essa a razão para ter deixado...
Caros bloguers,Encontrei este blog há dias por aca...
Já não era sem tempo!!!
E para quando um novo post por aqui?Tenho sentido ...
Gostei
Igualmente para si e sua família com muitas amend...
E hoje estou a passar por aqui para desejar uma Bo...
Por vezes mais vale consolidar o que já se tem em ...
Felizmente ou não, não estaremos cá para ver.
blogs SAPO
RSS